Busca:

  Notícia
 
Colunistas


Paulo Maneira é jornalista com atuação na imprensa e na área de comunicação política e empresarial

Tudo para depois do carnaval


O anúncio da chapa petista que irá disputar as eleições na capital só será feito depois do carnaval. A resposta dada pelo secretário de Relações Institucionais do Estado da Bahia, Luiz Caetano, jogou um balde de água fria na cabeça dos apressados de plantão. 


O PT tem utilizado duas regras em todo o estado para divulgar seus pré-candidatos. Enquanto cidades como Vitória da Conquista, Feira de Santana, Itabuna, Juazeiro, Mata de São João e Camaçari já estão com suas pré-candidaturas petistas postas, outras seguem sem discussão e absurdo silêncio.


A verdade é que aqui na Bahia, a desculpa usada para quando não se tem uma decisão é: “Depois do ano novo”, “Depois do carnaval”, “Depois da semana santa” e alguns até deixam para depois do São João. Nada surpreende e tudo faz parte de uma estratégia de campanha para evitar o desgaste do nome e as insatisfações dentro do próprio grupo. Se dará certo ou errado só saberemos ao final da apuração das urnas em 6 de outubro de 2024.


O PL parece ter despertado para entender que tem o patrimônio do maior tempo de TV e maior recurso do fundo eleitoral partidário. Esses privilégios farão com que o partido tenha vantagem nas negociações e nas campanhas em grandes cidades onde se tem TV aberta. Além de possibilitar a ampliação da bancada de vereadores e prefeitos em todo estado.


A lógica seria entrar em cidades onde o partido realmente tem chances de sair vitorioso do pleito e compreender que em uma disputa polarizada a divisão de grupo fortalecerá a candidatura adversária.
Contudo, em final de ano é comum que as conversas nos cenários políticos se esfriem em frente as telas, mas se agitem cada vez mais nos bastidores. É importante estarmos atentos as atitudes dos pré-candidatos para entender o que é balão de ensaio e o que é de fato uma candidatura a ser levada a sério.


Enquanto isso em Lauro de Freitas, apesar da indefinição, a cidade segue recheada de pré-candidaturas. O possível candidato da prefeita Moema Gramacho, Ailton Florêncio, segue tentando se viabilizar com o seu grupo. Os demais pré-candidatos da base da prefeita precisarão tomar a decisão de avançar ou recuar para não perder as suas lideranças em uma eventual candidatura a vereador.


A oposição segue batendo cabeça, quando o assunto é a união do grupo. Porém, os pré-candidatos à prefeitura seguem a procura de lideranças e futuros candidatos a vereador, premissas para construção de uma boa caminhada.Ao que temos posto até então, do lado opositor a gestão municipal deverá sair pelo menos 3 candidaturas do PP, PSDB, União, PDT e PL.


Em Porto Seguro a Doutora Raissa está a duas conversas de viabilizar seu nome a chapa majoritária. Uma é com o prefeito Jânio Natal (PL) e a outra com João Roma (PL). A doutora vem chamando a atenção e surpreendendo muita gente ao externar a sua vontade de sair candidata a prefeitura municipal.


Com as bençãos de Waldemar Costa Neto e Jair Bolsonaro, o Capitão Alden deverá ser o nome do PL na disputa municipal de Feira de Santana. A oposição ao PT já está dividida nas prováveis candidaturas de Pablo Roberto (PSDB) e Zé Ronaldo (União), mas, levando em consideração o fato de Feira ter segundo turno, há a chance desta base se unir em torno do nome que sair melhor no primeiro. E com o tempo de TV e recursos do partido, o Capitão poderá surpreender na eleição.


Paulo Maneira é jornalista com larga experiência na imprensa e na área de comunicação política e empresarial. Com mais de 22 anos de mercado, atuou na Rádio CBN, na Agência Objectiva e na Power. Atualmente é sócio fundador da agência Yellowfant Comunicação Digital e da produtora P10 Conteúdo


Opiniões e conceitos expressos nos artigos são de responsabilidade do autor

Mais Notícias

Facção baiana Bonde do Maluco cresce com aliança com o PCC
Colunistas
Brasil tem 72 facções criminosas em atuação nos presídios
Espécies exóticas invasoras causam prejuízo ambiental e econômico
Colunistas
PIB do Brasil cresce 2,9% em 2023 e chega a R$ 10,9 trilhões
Colunistas
Brasil ultrapassa 1 milhão de casos e Bahia registra 7ª morte
Desemprego fica em 7,6% e soma 8,3 milhões sem trabalho
Amazônia bate recorde de focos de incêndio em fevereiro


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2024 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL