Busca:

  Notícia
 
Camaçarico 16 de março 2021


Descanso Com cerca de 80 espaços disponíveis para sepultamentos, até a semana passada, o cemitério Jardim da Eternidade, o maior da cidade, pode fechar o mês de março com lotação esgotada. Sem previsão anunciada de ampliação, necrópole localizada no bairro Gleba H, sede de Camaçari, tem recebido um alto número de sepultamentos. Com o agravamento da Covid-19 nos últimos meses, a média diária de 4 enterros até antes da pandemia praticamente dobrou, segundo fontes ouvidas pela Coluna.    


Descanso 2 A ampliação, usando o estacionamento de veículos, localizado na área interna do cemitério, é uma das alternativas. Outro caminho, mais complicado pela falta de controle das datas dos sepultamentos, é a liberação de túmulos com períodos de ocupação vencidos. Relocação exigiria a construção de um novo espaço (ossuário). 


Descanso 3 Com um sistema de manutenção aquém do exigido, cemitério ainda gera problemas de ordem sanitária. Com parte de sua construção fazendo limite com as ruas do Morrinho e 9 de Agosto, em Buri Satuba, o Jardim da Eternidade termina sendo um vizinho incômodo pelo cheiro que exala.


Descanso 4  Além do Jardim da Eternidade, Camaçari dispõe de outros 6 cemitérios localizados no bairro Gleba C, e nas localidades de Monte Gordo, Parafuso, Barra do Pojuca, Arembepe e Vila de Abrantes.


Analógica A secretaria de saúde de Camaçari (Sesau) precisa de um programinha de computador capaz de atualizar e projetar seus números sobre a Covid-19. Não tem outra explicação a inauguração do sistema drive thru de vacinação contra Covid-19, na manhã de sábado (13), e a sua desativação no final da tarde do mesmo dia, por falta de vacinas.


Digital Por falar em Covid-19 e Sesau, números de Camaçari não param de crescer. Nos 28 dias de fevereiro foram registrados 3.896 novos casos com o registro de 30 óbitos. Em março as perspectivas seguem nada animadoras. De acordo com os informes da secretaria de saúde de Camaçari, município soma nesses 16 dias de março 3.081 casos e 74 registros de novos óbitos. Somados aos 1.380 novos contaminados em janeiro, com 14 registros de mortes, ano de 2021 chega a 8.357 novos casos, pouco mais da metade dos 16.467  contados desde o início da pandemia, no começo do ano passado. Já o número de óbitos contados neste ano foi de 118 de um total de 260 desde 2020.


Referência Mesmo ainda em fase de impressão e previsão de lançamento no final desse semestre, o livro ”Do Joanes ao Jacuípe, uma história de muitas querelas, tensões e disputas locais”, do professor, historiador e pesquisador Diego Copque, já municia e movimenta a produção cultural local.


Referência 2 Sua vasta pesquisa, em parte publicada em artigos exclusivos na seção Colunistas do Camaçari Agora, vai subsidiar nada menos que 3 projetos aprovados e financiados pela Lei Aldir Blanc. Um cordel do mestre Bule-Bule; um banco de fotografias e imagens, do fotografo Itamar Pinheiro; e uma produção sobre histórias da cidade, do criador de conteúdo digital e comunicador Junior Clemente.


Referência 3 Apesar do seu ineditismo e importância histórica, pesquisa finalizada, que peregrina por apoio desde o início da primeira gestão do alcaide Antonio Elinaldo (Democratas), finalmente vai virar papel graças à Lei Aldir Blanc. Financiamento de uma pequena edição inicial foi assegurado com a aprovação do livro no edital da secretaria de cultura do município (Secult).


Referência 4 Agora, prestes a virar o principal e mais completo documento sobre a história de Camaçari, livro que seguramente será festejado como seu, pela Secult, ficou engavetado desde 2017 na mesa da doutora Marcia Tude. Com muitos vilões, história desse ´jogo de empurra` da publicação também relata passagens pelas gavetas dos presidentes do Legislativo, o ex-tucano e hoje pedetista Oziel Araújo (2017/2018), e o demista Jorge Curvelo (2019/2020). Fecha esse ciclo de insensíveis e descompromissados engavetadores empresas locais e potenciais financiadores.


Mais background  O editor da Coluna se penitencia pela ausência das secretarias de agricultura e pesca (Sedap), e da cultura (Secult) na lista dos equívocos e importantes peças no processo de desgaste da imagem da primeira gestão do alcaide Antonio Elinaldo (Democratas). Mesmo citadas de forma indireta na última Coluna (Confira), seguramente mereciam igual destaque, pelo conjunto da obra, dado à saúde (Sesau), infraestrutura (Seinfra) e desenvolvimento social (Sedes).


Mais background 2 A falta de ações afetivas na Sedap não impediram apenas os pequenos produtores rurais de alavancarem seus negócios, gerarem mais renda e melhoria na qualidade de vida de suas famílias. Essa total incapacidade de ´pescar e plantar`, foi decisiva na não reeleição do seu titular, o vereador Antonio Falcão, ex-Democratas e hoje filiado ao Cidadania.


Mais background 3 Assim como a volta de Falcão para a Sedap, o alcaide preferiu seguir a mesma regra do acordo político que traz mais prejuízo que benefícios ao manter na pasta da cultura (Secult), a doutora Marcia Tude, filha do 3 vezes gestor do município e novamente vice-prefeito nesse segundo mandato, José Tude (Democratas). Sem conseguir concluir sequer uma obra, a confusa e ineficiente gestão tem como contribuição principal a demolição de parte importante da história da cidade.


Presença O jovem empresário Bruno Lima, 34 anos, foi mais uma vítima da Covid-19 em Camaçari. Irmão de Fábio Lima (PP), ex-candidato a vice-prefeito nas eleições de 2020 e 2008, Bruno, apesar do distanciamento da disputa nas urnas, sempre foi um importante articulador e uma das figuras mais bem informadas da política local. Além do trânsito em todas as correntes políticas da cidade, foi um incentivador de artistas e produções, principalmente na defesa e fortalecimento da sua querida Arembepe.


Confira todas as Colunas acessando o link    http://www.camacariagora.com.br/camacari.php


João Leite Filho joaoleite01@gmail.com (Editor)


16/3/2021

Mais Notícias

Camaçari registra 40 novos casos de Covid em 24h
Invasões e lixo ameaçam Parque das Dunas de Abrantes e Jauá
Empréstimo consignado é o campeão de reclamações
Pressão faz Ricardo Salles pedir demissão do Meio Ambiente
Camaçari registra 27 novos casos de Covid em 24h
Petrobras perde espaço no mercado brasileiro de óleo e gás
Maioria dos jovens brasileiros quer ter seu próprio negócio
Camaçari registra 8 óbitos e 51 novos casos de Covid em 24h
Igreja e OAB pedem mudanças no projeto da praça de Abrantes
Salvador planeja ´ evento-teste` em julho e carnaval em 2022


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2021 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL