Busca:








Validade O professor Demétrius Moura não é mais o secretário de relações institucionais (Serin). A exoneração deve ser publicada nesta terça-feira (2/2). Data coincide com os tradicionais presentes de Iemanjá nas localidades de Arembepe, Iracimirim e Jauá, em Camaçari. A Coluna apurou que conversa do prefeito Ademar Delgado (PT) com Moura, sobre a total falta de condições de permanecer na equipe, aconteceu na tarde de segunda-feira (1/2).


Validade 2 Situação, que já não era boa, ficou insustentável na última sexta-feira (29/1), durante a Lavagem de Jauá. Mesmo sem ter seu nome citado, Moura recebeu reprimenda pública do prefeito, ao ter sua fala interrompida por falhas no sistema de som.


Validade 3 Como mostrou a Coluna, o minitrio contratado pela coordenação de eventos, estrutura sob o comando do professor Demétrius, é de propriedade do ex-vereador e sobrinho do ex-prefeito Caetano, Paulinho do Som (Confira).


Validade 4 Poder de Moura, chamado de ‘vice-prefeito’ e ‘prefeitinho’ pelos colegas de governo e até adversários, tal a sua força e influência junto a Delgado, começou a ruir com o afunilamento do processo de definição do nome do PT para a disputa de outubro. Desde o começo do ano que o nome do professor aparece na lista dos possíveis demitidos, como mostrou o Camaçarico de 15 de janeiro (Confira). 


Validade 5 Mesmo afilhado político do ex-prefeito, deputado federal e pré-candidato ao 4º mandato, o professor Demétrius foi um dos mais duros adversários de Caetano, a partir do final de dezembro de 2014, data do rompimento do ex com Ademar. Fortalecido, logo passou a se movimentar e agir como super secretário e um dos mais influentes auxiliares do alcaide.


Validade 6 Com a ampliação do desgaste da gestão Delgado e o enfraquecimento político do governo, Moura fez o movimento de reaproximação com padrinho político. Mesmo visto como traidor por parte dos caetanistas, se habilitou como interlocutor entre o ex e o atual.


Validade 7 O Camaçarico de 20 de agosto do ano passado divulgou o encontro de Demétrius com o ex-alcaide (Confira). O ex-prefeito negou através de nota pública, enquanto Moura preferiu o silêncio (Confira). Posteriormente o Camaçari Agora apurou que encontro na então residência do ex-prefeito, na praia de Busca Vida, orla de Camaçari, teria sido realizado sem a comunicação prévia ao prefeito.


Validade 8 Segundo fontes governistas ouvidas pela Coluna, o professor passou de articulador pela recomposição entre criador e criatura, a aliado informal na estratégia do ex-alcaide de retomar o poder municipal pela 4ª vez. Apoio a eventos, produção de material e até ajuda para o ‘parabéns’ do ex-alcaide, festejado após o desfile de aniversário da cidade, no último 28 de setembro, fizeram parte do pacote de bondades.


Validade 9 Graduado em filosofia pela UFBA e com mestrado em relações internacionais, o militante petista  de 37 anos ganhou visibilidade e espaço com a chegada do prefeito Caetano ao poder, em 2005. Foi coordenador do Bolsa Universitária, diretor da Cidade do Saber (2007-2008), secretário da cultura (2008-2009), subsecretário da habitação (2009-2012). Disputou uma cadeira de vereador nas eleições de 2012, quando somou menos de 1 milvotos. Sempre na cota  do ex-prefeito, assumiu no governo Ademar as subsecretarias da educação (2013) e de governo (2014). Em fevereiro de 2015 passa a comandar a Serin.


Validade 10 A Coluna apurou que o cargo deve ser acumulado provisoriamente pela atual secretária de governo e pré-candidata a sucessão apoiada pelo alcaide, Jailce Andrade. Pasta pode até ser extinta para reforçar o novo momento de redução de custos.


Validade 11 Outro secretário que deve ser trocado, talvez antes do rei momo receber as chaves da cidade, é o titular da pasta de cidadania e inclusão (Secin). Caetanista histórico, portanto fora do perfil da nova fase da gestão Delgado, Fabão Pereira também tem relações familiares com o ex. É casado com uma das sobrinhas da deputada Luiza Maia.  


João Leite – Editor


2/2/2016

 

O professor Demétrius Moura ocupava o cargo desde fevereiro de 2015




Lavagem

Lavagem O prefeito Ademar Delgado mandou recado direto para os caetanistas alojados na sua gestão. Durante discurso na Lavagem de Jauá, sexta-feira (29), o alcaide pediu para que os que fazem oposição dentro do governo ‘tenha dignidade’ e deixem seus cargos.


Lavagem 2 O desabafo, Frase do Dia (Confira), veio enxaguado pelas falhas no sistema de som, exatamente durante sua fala, nas escadarias da Igreja de Bom Jesus dos Navegantes, padroeiro da localidade.


Lavagem 3  O ‘acidente’, já registrado em outras oportunidades, é cheio de coincidências. Mini trio responsável pela amplificação dos discursos, tem como proprietário o ex-vereador Paulinho do Som, sobrinho do deputado Caetano. Falha empurra o secretário de relações institucionais, Demétrius Moura, também responsável pela coordenação de eventos, para ainda mais próximo da vassourada na gestão defendida por ademaristas de carteirinha.


Lavagem 4 O PT está com a candidatura do deputado Luiz Caetano. A garantia é do vereador e presidente do Legislativo, José Marcelino. O dirigente acredita que o quadro sucessório no partido fica definido logo após o carnaval.


Lavagem 5 Mesmo reconhecendo a fragilidade da gestão, a falta de capital político de Delgado e a  diminuição do apoio na bancada petista, Marcelino não vê possibilidade de afastamento do alcaide de Camaçari, pela Câmara de Vereadores.


Lavagem 6  Sempre externando otimismo, o deputado Caetano garante que sua candidatura está crescendo e que a pré-candidatura apoiada pelo ex-aliado não causa preocupação. Para o ex-alcaide e candidato ao 4º mandato, Jailce Andrade, sua ex-auxiliar e atual secretária de governo, representa uma “candidatura natimorta”.


Lavagem 7 A velha fórmula da camiseta/boné uniu 4 dos 5 pré-candidatos. O oposicionista Antonio Elinaldo (DEM) seguiu com suas tradicionais camisetas azuis, enquanto o petista Luiz Caetano optou pelos bonés brancos com a marca ‘coração simpatia’. O grupo da candidata Jailce Andrade exibiu camiseta branca “Quem tem fé renova’, enquanto o  secretário de turismo José Cupertino (PSD), outro nome na disputa na base  governista, vestiu amarelo. Já o também ex-alcaide na disputa pelo 4º mandato, José Tude (PMDB), repetiu a fórmula econômica, sem qualquer elemento característico.


Lavagem 8 O prefeito Ademar não parece ser o adversário dos partidários do vereador Elinaldo. Durante sua caminhada em direção às muitas feijoadas de apoiadores e amigos, o chefe do executivo foi cumprimentado e saudado. Até fez selfies com os integrantes do time azul. Reação intrigou parte do staff ademarista.


Pescaria Antecipada pelo Camaçarico (Confira), a desfiliação de quadros históricos do PT como Adelmo Borges e Raimundo Diácono é processo de sangramento lento e sem previsão de estancamento imediato. Devem cair na Rede da ex-senadora Marina Silva, o advogado Augusto de Paula, o dirigente Paulo Silva, o atual subsecretário de desenvolvimento econômico e irmão do deputado Bira Coroa(PT), Utilan Coroa.


Pescaria 2 Outro nome histórico do partido que desembarca na Rede é o empresário Zé Pedro de Carvalho. Apresentado ao então ex-prefeito Caetano, pelo amigo Jaques Wagner, Zezinho Gordo, como é tratado carinhosamente pelo ministro, chegou em Camaçari no início dos anos 1990 já com a experiência de fundação do PT em Boa Vista do Tupin na bagagem.


Pescaria 3 Na puxada rápida da sucessão, a Rede deve anunciar sua executiva municipal antes do final de fevereiro. Partido pode até ter um candidato a prefeito para aprimorar a aliança de partidos hoje insatisfeitos com a definição pelo ex-prefeito petista. Um nome que chega com força nessa costura, chamada de aliança pela esquerda, é o de Raimundo Diácono.


Extintor  A decisão do alcaide Ademar Delgado de não apoiar o ex-prefeito Luiz Caetano como seu candidato na sucessão de outubro está dando dor de cabeça ao PT. Na segunda-feira (25), a casa do presidente do Legislativo e da legenda no município, José Marcelino, virou espaço para o debate sobre os possíveis caminhos que contornem a crise criada com o racha entre criador e criatura.


Extintor 2  A Coluna apurou que o encontro na paradisíaca praia do Piruí, em Arembepe, teve a cabeceira da mesa ocupada pelo deputado federal Nelson Pelegrino. Lista dos presentes também incluiu os vereadores Elias Natan (PR), Gilvan Souza e Wilton de Ferrinho (PT), e os secretários Márcio Neves (educação), Fabão Pereira (inclusão social), Francisco Franco (ordem pública) e Demetrius Moura (relações institucionais). O deputado Afonso Florence ligou, enquanto Valmir Assunção foi representado pelo fiel escudeiro, Ivan Alex.


Alfazema  O sacerdote Tata Ricardo Tavares foi o responsável pela redução da água de cheiro na lavagem de Jauá. Rompido politicamente com o prefeito Ademar Delgado, o líder espiritual do terreiro Lemba não compareceu, nem mandou suas filhas de santo engrossarem o grupo de baianas encarregadas do ritual de limpeza das escadarias do tempo. Agora é aguardar a lavagem de Arembepe, dia 4 de março.   


Jardim A atual subsecretária de serviços públicos, Margarida Galvão, deu sua modesta, mas  significativa contribuição para enfeitar a lavagem de Jauá. Os botons em forma de margarida, criativa  peça subliminar de campanha para  a vereança, fizeram sucesso e não deram para quem quis.


Alvará  O secretário municipal de ordem pública, Francisco Franco, quer uma cadeira na Câmara de Camaçari. O lançamento da pré-candidatura a vereador pelo PT foi durante feijoada de aniversário, sexta-feira (29), em sua residência,  em Jauá.


Passeio  A militante Ariana Souza contesta o ex-petista Carlos Silveira e seu artigo ‘Um ligeiro passeio sobre o atual momento’, publicado na seção Colunistas (Confira). Em texto enviado ao editor, a dirigente petista lamenta a postura do ex-companheiro e lembra que os cargos que Silveira ocupou foram, segundo ela foram “alcançados pela generosidade” do hoje deputado Caetano. Também atribui ao ex-secretário municipal das pastas da administração, assistência social e cidadania de Camaçari, a responsabilidade pela “aventura anti-política” do prefeito Ademar em construir uma candidatura de confronto a postulação do ex-prefeito.


Zelosas As assessorias dos pré-candidatos a prefeito precisam ter um pouco mais de cuidado com a informação. No afã de mostrar que o seu ‘futuro prefeito’ reúne mais gente nos encontros, que o concorrente, carregam nos zeros. As próprias fotos distribuídas e as postadas nas redes sociais  desmentem os números exibidos. Imagens com  cerca de 30 pessoas sustentam um texto que fala  em 300 participantes.


João Leite – Editor


30/1/2016

 





Habilitado

Habilitado O ex-candidato a prefeito nas eleições de 2012 e atual diretor do Detran, Mauricio Bacelar (PTN), quer ser e vem trabalhando para ser o ‘plano B’ do governador Rui Costa (PT) na disputa de Camaçari. Maurício nega qualquer movimento, mas a Coluna apurou que o agora integrante da base governista já conversa com aliados do seu PTN, e até  com outras legendas, sobre a possibilidade. 


Habilitado 2  Reconduzido recentemente ao cargo de presidente do partido em Camaçari, Maurício, ainda essas mesmas fontes, não descarta a alternativa de vice na chapa situacionista. Na época, cabeça de chapa da oposição, Maurício 'bateu na trave'. Perdeu para Ademar por cerca de 7 mil votos. Somou 48.610 (43,15%) votos, contra os 55.680 (49,42%) do petista Delgado.


Desidratação O PT perde mais 2 importantes quadros. Os dirigentes Adelmo Borges e Raimundo Diácono se filiam nos próximos dias ao Rede Sustentabilidade, da ex-senadora Marina Silva. Militantes históricos e formuladores reconhecidos até pelos adversários, Borges e Diácono engrossam o caldo de descontentamento com o processo centralizador comandado pelo deputado federal  candidato ao cargo de prefeito pela 4ª vez, Luiz Caetano.


Desidratação 2 Queixas são antigas e também atingem o presidente do diretório municipal, vereador e presidente do Legislativo, José Marcelino, considerado omisso e permissivo com as ações do ex-prefeito. Ausência de reuniões da executiva municipal e de debates com a militância, sobre sucessão e outras questões locais e nacionais que atingem a legenda, como o escândalo da ‘Lava Jato’ ajudaram no desligamento de quadros como Carlos Silveira, Elias do Som e Zé Raimundo Hambúrguer. O Camaçarico apurou que novos desembarques devem acontecer nos próximos dias.

 







Registros  Ganhou as redes sociais e viralizou como símbolo de rejeição, a foto de uma suposta recusa de cumprimento de um eleitor ao deputado e pré-candidato ao 4º mandato de prefeito de Camaçari, o petista Luiz Caetano. Registro feito durante o cortejo da lavagem de Monte Gordo, abarrota grupos do whatsApp e páginas do face. Clique para ampliar a imagem 


Registros 2  Outra imagem que se espalhou na internet, essa de autoria do repórter Moura Positivo, mostra o momento em que a secretária de governo, Jailce Andrade, retira restos de papel toalha do rosto do alcaide Ademar Delgado, padrinho da sua pré-candidata a prefeita. Foto feita na mesma festa de sexta-feira (22), ganhou várias leituras. Foi interpretada como ‘carinho e cuidado’ com o dindo, ganhou legenda de puro ‘puxa-saquismo’, e até ‘conforto’ com enxugamento de lágrimas por uma derrota que se avizinha.


Título  O estilo centralizador do ex-alcaide Caetano, reconhecido por  aliados e até adversários, incluiu o agora deputado federal na lista dos caudilhos. O rótulo é do prefeito de Camaçari e companheiro de partido, o petista Ademar Delgado. Mesmo sem citar o nome do padrinho político e agora adversário, Delgado carimbou o 3 vezes prefeito com a expressão que define o chefe político acostumado a tomar sozinho as decisões. Confira as fotos ao lado 


Título 2 Em recente entrevista ao radialista Roque Santos, do site Bahia no Ar, Delgado não economizou e deu até aula sobre a condução do debate na busca do melhor caminho para a sua sucessão. ”Não sou caudilho, sou um democrata. Vou ouvir a decisão dos partidos políticos”.


Título 3  Delgado não fala sem conhecimento de causa. Conhece como poucos e nos detalhes das  entranhas esse estilo Caetano de ser. O ex-pupilo foi indicado candidato em 2012, numa decisão solitária do então alcaide em 2º mandato, que atropelou o partido e todas as vozes da base de apoio.  


Subtração  O prefeito Ademar perdeu mais um vereador petista. Wilton de Ferrinho, ex-PRTB, não economizou elogios ao ex-gestor Caetano, sexta-feira (22) durante a Lavagem de Monte Gordo. Acusou o alcaide Delgado de perseguir lideranças  que apoiam seu mandato, e de abandonar Monte Gordo, sua principal base eleitoral.


Subtração 2 Com Ferrinho, o alcaide soma oficialmente 3 votos contra, dentro da bancada de 7 petistas. Lista oficial dos caetanistas é formada pela Professora Patrícia e por Téo Ribeiro. Em tese, Gilvan Souza, Jackson Josué, José Marcelino e Otaviano Maia continuam fiéis ao governo municipal.


À deriva A Cidade do Saber (CDS) continua navegando de vento em popa no mar da ilegalidade. Programa bancado pelo dinheiro público e  comandado pela ONG Instituto Professor Raimundo Pinheiro deu férias a funcionários sem o pagamento das antecipações asseguradas na CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). Conhecida pela sua gestão no mínimo temerária, reforçada pela omissão do município, legalmente controlador e responsável pela sua manutenção, a CDS está sendo investigada pelos Ministérios Públicos Estadual (MPE), Federal (MPF) e do Trabalho (MPT).


João Leite – Editor


25/1/2016

 





Impasse

Impasse  O prefeito Ademar continua irredutível e não aceita qualquer negociação que passe pelo seu apoio ao ex-prefeito Luiz Caetano para a sua sucessão municipal em outubro. Durante encontro com o presidente estadual do PT, Everaldo Anunciação, presenciado pelo presidente municipal da legenda, vereador e presidente do Legislativo, José Marcelino, Delgado voltou a externar seu desconforto e o histórico de boicotes à sua administração, e as agressões, inclusive pessoais, promovidos pelo ex-alcaide e hoje deputado federal.


Impasse 2 Segundo apurou a Coluna, Delgado não fez arrodeios na reunião realizada na tarde de terça-feira (19), em seu gabinete. Disse que deseja ficar no PT, abre mão da prioridade de disputar a reeleição, mas com uma candidatura alternativa, desde que esse nome não comece com ‘C’ de Caetano. Sem a construção dessa via, seu caminho é deixar o partido e buscar essa candidatura de união.


Impasse 3 Fontes ademaristas ouvidas pela Coluna asseguram que decisão de rearrumar a administração para enfrentar a nova realidade passa pelo afastamento de todos os secretários caetanistas e dos detentores de cargos estratégicos que andam fazendo ‘jogo duplo’. Conta do corte chega a aproximadamente 50 nomes.


Histórico  Situação chegou a esse ponto graças a omissão das executivas municipal, estadual e do próprio governador Rui Costa que deixaram a guerra entre Delgado e Caetano, iniciada oficialmente em dezembro de 2014, corroer a base política do governo municipal.


Histórico 2 A avaliação é de uma ala de petistas acostumados a observar e mensurar a cena política. Acreditam que a receita não surtiu o efeito desejado. Provavelmente apostando na fragilidade política e aparente indisposição para o enfrentamento do prefeito Ademar, parte do PT seguiu estratégia de esmagamento, ignorando a capacidade de reação de Delgado. Essas mesmas fontes lembram que mesmo ferido, o alcaide tem a caneta até 31 de dezembro.


Avalista  A secretária de governo de Camaçari continua se mexendo em busca de apoios. Na noite de terça-feira (19), Jailce Andrade, nome da preferência do prefeito Ademar Delgado (PT) para a sua sucessão em outubro, esteve reunida com a cúpula do PSB.


Avalista 2 A Coluna apurou que o encontro foi considerado proveitoso e estimulante. Jailce teria ouvido da senadora Lídice da Mata e do deputado federal Bebeto Galvão que o PSB apoia o nome que o alcaide Ademar indicar. Encontro em Salvador também contou com a presença do presidente do PSB de Camaçari e dirigente da Empresa de Limpeza Pública de Camaçari (Limpec), Luiz Macedo.


Avalista 3 A outra alternativa de caminho para a secretária é o PCdoB. As conversas estão avançadas e a legenda, uma das articuladoras da frente de partidos da base situacionista descontentes com o tratamento dado pelo governo na divisão do bolo e no comando da gestão, pode ser o abrigo. Tudo passa pela inviabilidade da construção da unidade dentro do PT.


Morno A frente de partidos da base governista defensor de um debate mais amplo para a definição do nome situacionista realizou mais um almoço/reunião. Encontro de terça-feira (19) não registrou a mesma presença da semana passada, quando apareceram 10 das 11 legendas. Grupo que não inclui o PT nos debates, avalia que consistência política não foi abalada com a presença de 6 legendas.


Morno 2 Desta vez, apenas bateram ponto o PCdoB, PSB, PRB, PTC, PTdoB e PPL. O PMN, do atual secretário de serviços públicos, Zé de Elísio; o PSD, do secretário de turismo e pré-candidato a prefeito, José Cupertino; o PR, quase nas mãos do vereador doutor Elias Natan; e o PV não deram as caras. Apenas o PEN e a Rede justificaram ausência.


Conta de diminuir  O PT pode perder nos próximos dias importantes quadros. Insatisfação com os rumos do partido e o racha na sucessão empurram esses militantes históricos para o Rede  Sustentabilidade. Dirigentes com importantes trabalhos de construção de participação popular e de cidadania através de ações públicas não conseguem mais rezar pela atual cartilha petista.


Conta de diminuir 2  Descontentamento com os rumos do partido já afastaram outros petistas históricos como Carlos Silveira e Ze Raimundo Hamburguer.


Eternidade Esta virando moda ampliar o mandato sindical. O Sindicato dos Rodoviários de Camaçari e região (Sindrod) prepara ampliação do mandato de seus dirigentss de 3 para 6 anos. Na mesma pegada prorrogacionista, o Sindicato dos Servidores do município (Sindsec) ensaia mudança do estatuto.


Criadouro  Enfestada de muriçocas que chegam ao cair da tarde, a praça da Simpatia está ficando deserta. Comerciantes e clientes identificam a falta de limpeza do canal, antigo Rio Camaçari, como o motivo para infestação de indesejáveis clientes. Pernilongos de todas as espécies, inclusive  o temível aedes-aegypti não se resumem ao clientes do espaço. Avançam sobre  resid~encias do bairro da Bomba.


João Leite – Editor


20/1/2016

 





Fitinhas

Fitinhas  O prefeito Ademar Delgado (PT) descartou qualquer possibilidade de apoio ao nome do ex-prefeito e deputado federal, Luiz Caetano, para a disputa municipal de outubro. Durante caminhada em direção à Colina Sagrada o alcaide de Camaçari também admitiu à Coluna que pode abrir mão da disputa pela reeleição e até apoiar uma candidatura alternativa, em outra legenda, caso o seu partido marche com Caetano.


Fitinhas 2   Segundo apurou a Coluna, Delgado tem conversa agendada com o governador para os próximos dias. Deve lembrar a Rui Costa que ele não foi o responsável pelo rompimento da unidade no PT e que diante da artilharia sofrida pelo ex-aliado, o jarro do diálogo quebrou e não tem mais como colar.   


Fitinhas 3 Ainda segundo fontes ouvidas pelo Camaçarico, o alcaide deve aproveitar a conversa com Rui Costa para insistir no resgate dessa unidade, mas com outra alternativa. Os nomes dos pré-candidatos: José Cupertino (PSD), secretário de turismo; e da titular da pasta de governo, Jailce Andrade, atualmente no PT e em vias de transferência partidária para o PCdoB, devem ser apresentados como caminhos para a reconstrução dessa unidade.


Fitinhas 4  É  dentro dessa estratégia que assessores de Delgado falam numa mini lavagem, com afastamento de peças hoje identificadas com o esquema caetanista. Movimento já em gestação é visto como necessário num possível rompimento e ajuste do governo Ademar para enfrentar a nova realidade política no município.


Fitinhas 5 A Coluna ouviu ademaristas que garantem Fabão Pereira como cabeça da lista. Atual secretário de Cidadania e Inclusão é identificado como pupilo caetanista, tal suas ligações familiares e políticas com o ex-prefeito. Afastamentos também incluiriam Anderson Santos (Esportes), e Francisco Franco (Ordem Pública). Até o não mais todo-poderoso Demétrius Moura (Relações Institucionais) seria enxaguado, ainda segundo essas mesmas fontes.   


Fitinhas 6  Enquanto janeiro não acaba e fevereiro chega para abrir o ano  com o recolhimento do rei momo,  dirigentes petistas aguardam. O cauteloso presidente estadual do PT, Everaldo Anunciação acredita que a definição do nome do partido sai depois do carnaval. Durante a caminhada em direção ao Bonfim, Everaldo adiantou apenas que o nome pode ser do ex-prefeito Caetano, caso Ademar desista da postulação.


Fitinhas 7  Outro que se mostrou reticente foi o deputado federal Valmir Assunção. Aposta no diálogo e lembra que a demora desgasta a unidade no partido. Reconhece o colega de Parlamento como liderança maior no município, mas defende a construção de um ‘projeto coletivo’ acima de nomes.


Fitinhas 8  Já o ex-prefeito Caetano acredita que o seu nome já está definido, só falta sacramentar. Otimista, garante que sua candidatura é consenso entre os vereadores da base e nas demais instâncias partidárias. Caetano também se mostrou tranquilo sobre o nome da atual secretária de governo, Jailce Andrade, como candidata  alternativa. Econômico, disse apenas: “acho ótimo”.


Fitinhas 9 Na mesma caminhada em direção ao Bonfim, a oposição capitaneada pelo DEM e seu candidato, o vereador Antonio Elinaldo, não vê outro cenário senão a disputa com o ex-prefeito Caetano.


Fitinhas 10 Acha complicada outra candidatura na base governista. Lembra que a disputa de 2016 mira a sucessão estadual de 2018 e o governo Rui Costa não pode perder Camaçari, nem vai permitir que partidos da base promovam divisões que ameacem seu projeto de reeleição.


Fitinhas 11 Daí não amarrarem nem uma fitinha na candidatura Jailce Andrade, ou qualquer outro nome como 2ª via capitaneada pelo prefeito Ademar. Avaliam que nome da secretária de governo está mais para ganhar tempo e espaço numa composição futura com Caetano.


Fitinhas 12 O candidato do governador Rui Costa, seja qual for o nome escolhido, vai ganhar as eleições em Camaçari. A certeza é do ex-candidato a prefeito em 2012 e atual diretor do Detran, Maurício Bacelar (PTN). O dirigente evita falar em nomes, mas assegura que seu papel nessa sucessão será de ‘elo’ de atração dos insatisfeitos na sua outrora base oposicionista. ‘Quem não for contemplado vai marchar com a gente’, aposta.


Fitinhas 13 Lembra que a candidatura do vereador Elinaldo tem limitações, enquanto a postulação de José Tude (PMDB) não une as oposições. É nesse cenário que Maurício vê amplas possibilidades de atração dos insatisfeitos.


Fitinhas 14  E a pré-candidatura Jailce continua movimentando parte da base governista. Ganhou até bloco puxado por músicos e agitadores culturais da cidade. Puxado pelo secretário de cultura, Vital Vasconcelos (PCdoB), os pouco mais de 30 militantes desfilaram até a Colina Sagrada com camisetas com o slogam “Quem tem fé, Renova, Salve Camaçari”.


Tropeço  A prefeitura de Camaçari quebrou a quartinha ao mostrar falta de comando na gestão dos eventos. Depois de anunciar a mudança na data das lavagens das igrejas das localidades, da sexta-feira para o sábado, voltou atrás e decidiu manter a tradição. A medida foi anunciada no começo do mês como capaz de ampliar o número de visitantes e estimular o turismo. (Confira)


Nem saber  Os servidores da Cidade do Saber ainda não viram a cor do salário de dezembro. Atraso completa 4 dias, nesta sexta-feira (15). Prazo máximo para pagamento venceu dia 11.


João Leite – Editor


15/1/2016


 

 





Sem pressa

Sem pressa  As principais lideranças e fundadores do PSD em Camaçari podem deixar a legenda e caminhar com uma candidatura a prefeito alternativa e até fora da base governista. Esse é o entendimento dos principais dirigentes municipais do partido. Representantes desse grupo, maioria absoluta das lideranças pessedistas no município, estiveram reunidos segunda-feira (11), em Salvador, com o senador Otto Alencar, comandante do Partido Social Democrático no estado. 


Sem pressa 2  Participaram da conversa o presidente municipal do partido, pré-candidato a prefeito e atual secretário de turismo, José Cupertino, o médico e ex-secretário municipal de saúde, Vital Sampaio, e o arquiteto e também ex-titular da pasta de planejamento do município, Luiz Cibiê. 


Sem pressa 3  Durante o encontro os dirigentes ouviram do senador o desejo do PSD de Camaçari marchar com a candidatura apoiada pelo governador Rui Costa, que deve ser um petista. 


Sem pressa 4  Segundo apurou O Camaçarico, grupo apresentou para o senador Otto um cronograma que inclui prazo para avaliar a viabilidade eleitoral da candidatura Cupertino. Esse ‘deadline’ termina no final de março, mesmo período legal para troca de partido. 


Sem pressa 5  Caso o nome de Cupertino não apresente o potencial necessário para enfrentar a disputa, grupo fundador da legenda, que conta ainda com o ex-vereador Naival Santana, o secretário de relações internacionais do município, Raimundo Blumetti, os médicos Hosit Correia e Artur Sampaio, além de outras lideranças, decide qual caminho seguir. As alternativas incluem até os oposicionistas Antonio Elinaldo (DEM) e José Tude (PMDB). 


Sem pressa 6  Aberto e disposto a dialogar, o PSD de Camaçari já realizou rodadas de conversas com o atual prefeito e candidato natural a reeleição, Ademar Delgado, o deputado federal e também postulante ao cargo, Luiz Caetano (PT), e com os antigovernistas Elinaldo e Tude.


Dodói  Depois da receita mau aviada com a escolha da Fundação Fesf Sus para gerir os contratos terceirizados dos médicos e demais profissionais de saúde das UPAs de Camaçari, prefeitura prepara outro tratamento arriscado. Como mostrou  a última Coluna, município não vai renovar o contrato com a fundação (Confira). Mesmo sabendo desde o ano passado da insolvência da Fesf-Sus e da sua impossibilidade de manter o contrato que terminou reforçando a decisão dos médicos das UPAs de cruzar os braços, município esperou para ver até esse janeiro. 


Dodói 2 Opção que poderia ter sido tomada em outubro do ano passado, com a abertura de processo de escolha de outra gerenciadora desses terceirizados, ou busca de outra solução, se arrastou e agora vai novamente para a emergência. Pelo estado do paciente, o Instituto de Gestão e Humanização (IGH), já responsável pela UPA da Gleba A, deve assumir o contrato que gira em torno de R$ 1 milhão e 500 mil da  FESF-Sus. 


Brastemp  Ciclo de lavagens e homenagens aos padroeiros das localidades de Camaçari começa sábado (16), com São Francisco de Assis, em Barra do Pojuca. Cortejo puxado por um número cada vez menor de baianas e grupos culturais virou passarela para desfile dos pré-candidatos a prefeito e vereador com suas charangas, trios e figurantes, boa parte formada por chapas brancas de todas as correntes políticas. 


Brastemp 2 Calendário do desmonte das manifestações culturais sufocadas pelos políticos que deveriam estimular com ações de governo, prossegue no mesmo sábado (16) com homenagens a São Sebastião, padroeiro de Vila de Abrantes. 


Brastemp 3 No sábado seguinte (23), será a vez de São Francisco de Assis, padroeiro de Monte Gordo. Cronograma politico-religioso termina dia 30 em Jauá, com as homenagens ao Bom Jesus dos Navegantes. Arembepe, já totalmente descaracterizada e sem o brilho do passado, fecha em fevereiro o calendário do Verão da Bahia. 


Coladinho  José Raimundo desembarcou de vez de Camaçari. Liderança e um dos fundadores do PT no município, ‘Cara de Hamburguer’, como é conhecido, agora é filiado ao PRB de São Francisco do Conde, onde pretende disputar uma cadeira de vereador. Mesmo distante pouco mais de 30 quilômetros de Camaçari, José Raimundo garante que não vai desapegar da política local, onde conhece todas as lideranças e movimentações. 


João Leite – Editor


12/1/2016

 





Construções

Construções A advogada Jailce Andrade, atual secretária de governo, pode ser a 3ª via no processo de escolha do nome situacionista para a disputa da prefeitura de Camaçari, dia 2 de outubro. Oficialmente ninguém assume as conversas, mas o desgaste, inclusive com queixas de agressões pessoais do ex-prefeito Luiz Caetano ao atual alcaide, tem dificultado um entendimento que leve a escolha de Delgado, ou a sua desistência em favor do hoje ex-padrinho político.


Construções 2 Filiada ao PCdoB, Jailce prefere o silêncio. A Coluna apurou que a ex-secretária de Desenvolvimento Social do governo Caetano, de quem goza de prestígio e amizade, mantida mesmo com o racha entre ‘criador e criatura’, conversa com todas as correntes. Mesmo após assumir a Segov, em julho do ano passado, Jailce continuou integrando o grupo ‘Esperança Vermelha’. Sem perder o link, busca ampliar essa frente com o PSOL, PSTU e Rede.


Construções 3 Como mostrou a Coluna de 17 de junho de 2015 (Confira), grupo não perde a esperança e continua apostando na construção de uma alternativa de governo sem os ‘equívocos’ cometidos pelos alcaides Luiz Caetano (2005/2012) e seu sucessor e também petista Ademar Delgado (2013/2016). Dentro desse cronograma de conversas e ajustes, o PT reúne sua executiva estadual no próximo dia 13. Já o diretório municipal abre o debate com seus membros, dias 21 e 22.


Pecados A atuação dos políticos durante a procissão de São Thomaz de Cantuária foi considerada morna. Comportados, pré-candidatos a prefeito seguiram a imagem do padroeiro de Camaçari quase perto do silêncio dos mais fervorosos adeptos da fé no divino. São Thomaz e o povo devem ter a explicação para tanta contrição. 


Procedimento A prefeitura de Camaçari não vai renovar o contrato com a Fundação Estatal Saúde da Família (Fesf-Sus). Segundo o prefeito Ademar Delgado, todos os profissionais estão tendo sua situação salarial regularizada, independente da quebradeira da fundação. Ainda aos pés do padroeiro, durante procissão de São Thomaz de Cantuária, na tarde/noite de quinta-feira (7), o alcaide informou aoCamaçarico que uma nova empresa será contratada em caráter emergencial, e que os médicos e demais profissionais não serão prejudicados com a mudança.


Procedimento 2 Fundação responsável pela gestão de parte das UPAs e outros programas de saúde do município, a Fesf-Sus não vinha cumprindo com seu compromisso como empregadora. Desgaste foi para a UTI com a greve dos cerca de 50 médicos das Unidades de Pronto Atendimento de Arembepe, Monte Gordo, Vila de Abrantes e da Nova Aliança, desde 23 de dezembro.


Procedimento 3 A Fesf-Sus tem débito maior e vai além do atraso de salário dos profissionais das UPAs. Conta atinge mais de 100 doutores, além de  dentistas e outros profissionais do Programa saúde da Família (PSF) do município.


Procedimento 4 Com um rombo no caixa de cerca de R$ 30 milhões, a Fesf-Sus recebia um repasse mensal de RS 1 milhão e 500 mil de Camaçari. A Coluna apurou ainda que a medicação letal foi aplicada pelo novo comando da saúde no governo do estado e atingiu de forma direta o ex-secretário da saúde e agora deputado federal, Jorge Solla, com quem a fundação tem estreitas ligações.     


Procedimento 5 Festejada no começo de 2014 como exemplo de eficiência, boa saúde e histórico de atuação em várias cidades da Bahia, a Fesf-Sus desembarca em Camaçari com todos os ‘procedimentos’ já pré-definidos, como se poderia chamar no jargão médico.


Procedimento 6 Na edição postada dia 7 de fevereiro de 2014 o Camaçarico com o título ‘Receituário’ conta todo o processo de substituição da Coopersaúde pela Fef-Sus. Mesmo responsável pela terceirização de unidades de saúde do município e vencedora de novo processo de escolha através de pregão presencial, a Coopersaúde perde o contrato para a fundação gerida por um velho conhecido do município, o médico Carlos Trindade, ex-secretário de saúde do município na gestão do ex-prefeito Luiz Caetano. (Confira)


The Voice  O pré-candidato a prefeito de Camaçari, vereador Antonio Elinaldo (DEM), conversa com músicos e produtores do município. A audição acontece na próxima segunda-feira (11), a partir das 19h, no Espaço Armazém. Elinaldo fecha o ciclo de debates com a artistagem que já ouviu os ex-prefeitos e postulantes ao 4º mandato, José Tude (PMDB) e Luiz Caetano (PT).


João Leite – Editor


9/1/2016

 





Retrospectiva 2015

Sempre conectado com a política, os políticos, a gestão, e tudo que tem relação direta ou indireta com as coisas de Camaçari. Assim é o Camaçarico. Sem perder o foco no´presente e no futuro, Coluna exibe o que foi destaque em 2015. Confira na retrospectiva

 





Papai Noel

Papai Noel  A festejada Cesta de Natal dos servidores de Camaçari é mais um exemplo de gastança e injustiça social. Amparado por Lei Municipal, presente passa longe do desejo de igualdade pregado pelo ‘bom velhinho’. Sem parâmetros de renda e necessidade, a mesma cesta, com direito a peru de 4 quilos, beneficia tanto quem recebe pouco mais de 1 salário mínimo, como os concursados e nomeados já bem aquinhoados com ganhos mensais superiores a 10 salários mínimos.


Papai Noel 2  Seguindo a regra de cumprimentar com o chapéu alheio, despesa em torno de R$ 1 milhão, avança na generosidade com o dinheiro público e beneficia servidores de empresas terceirizadas e até da ONG gestora da Cidade do Saber.


Standy by  O PTN de Camaçari deve ganhar novo presidente até o foguetório do reveillon. As principais lideranças do partido em Camaçari se reúnem quarta-feira (23), com o presidente estadual da legenda, deputado federal João Carlos Bacelar.


Standy by 2  Lista dos prováveis substitutos do irmão Maurício Bacelar, que oficialmente justifica afastamento da direção municipal por excesso de trabalho no Detran, inclui (por ordem alfabética) Ana Gomes, Chico Tur e Roberval da Fonseca Costa. Afastamento tira de Maurício a desgastante missão de conduzir a incorporação da outrora legenda opositora radical ao bloco governista, formado pelo PT, PCdoB, PSB, PV, PRB, PSD, PMN, PSL, PROS, PR, PTC, PHS e PTdoB. 


Standy by 3  Com cerca de 40 pré-candidatos a vereador o PTN aguarda a nova realidade para definir coligações proporcionais. Marcha com o nome petista apoiado pelo governador Rui Costa na sucessão de Camaçari. Fonte do partido ouvida pela Coluna garante que não existem restrições. Tanto faz Ademar Delgado, como o deputado Luiz Caetano.


Lexotan   Dias de muita expectativa para o vereador e pré-candidato a prefeito de Camaçari pelo DEM.  Antonio Elinaldo não aguarda apenas o julgamento do mérito do seu pedido de habeas corpus, que só deve acontecer com a volta do recesso da Justiça em janeiro. O martelo da população sobre as denúncias de chefiar uma organização criminosa ligada a um dos grupos controladores do jogo do bicho em Camaçari é ainda mais pesado para a carreira do jovem político.


Lexotan  2  Enquanto seus adversários cruzam os dedos e até promovem ações de guerrilha na mídia e nas redes sociais para que o aperto se amplie, o DEM e seus aliados correm atrás do prejuízo. Fogem da imprensa e buscam neutralizar o impacto eleitoral da prisão do vereador através da internet e do ‘boca-a-boca’.


Lexotan  3  Ainda sem muita clareza sobre como fica esse mapa eleitoral depois da Operação Caronte (Confira), Elinaldo se contenta com o afago da pesquisa feita pelo Instituto Nafonte. Estudo com 1.206 entrevistas mostra que a maioria (55,2%) considera a prisão do vereador uma armação para destruir sua candidatura. Outros 22,8% não identificam nenhuma relação política com a prisão. Quase igual número (22%) de perguntados não soube responder. Levantamento realizado entre os dias 12 e 14, portanto 48 horas depois da prisão e sob  o calor da emoção, mostra ainda que 84% dos entrevistados acreditam que a carreira política de Elinaldo não acabou. Os que apostam no fim somam 11,2%, enquanto 4,8% não responderam. É aguardar os próximos capítulos.


Socorro  Médicos da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Nova Aliança e das unidades de atendimento de Arembepe, Monte Gordo e Vila de Abrantes prometem parar na  quarta-feira (23). Lista de reclamações é encabeçada pelo atraso nos salários e problemas de infraestrutura para a garantia de um atendimento decente para a população.


Socorro 2   Coluna apurou que apenas os profissionais da UPA da Gleba A, também operando na modelagem de terceirização dos serviços, estão com os salários em dia. Mesmo assim podem cruzar os braços em solidariedade aos colegas.


Aquecimento  Depois de muitos factoides e adiamentos, a Câmara de Camaçari começa a se preparar para apurar as irregularidades na Cidade do Saber (CDS). A Comissão de Inquérito (CI)  aprovada quinta-feira (17), último dia antes do recesso, deve começar a trabalhar em fevereiro, depois do carnaval. A ‘CPI’, como gostam de chamar os vereadores, promete botar lupa no programa gerido pela ONG Instituto Professor Raimundo Pinheiro e totalmente bancado pelo dinheiro público.


Aquecimento 2  O presidente será o vereador Jorge Curvelo (DEM), autor do pedido de investigação. A relatoria fica com o petista Otaviano Maia. Completam a comissão os vereadores Bispo Jair (PRB), Elias Natan (PV), João da Galinha (PRTB), Oto da Farmácia (PSD), Wilton de Ferrinho (PT) e Zé do Pão (PTB).


Aquecimento 3  Enquanto aguarda convocação para prestar esclarecimentos à CPI, a presidente da ONG e gestora da CDS, Ana Lúcia Alves da Silveira, recarrega as baterias com a 4ª viagem internacional em 2015. Bombardeada com uma série de denúncias e apurações pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), Ministério Público Estadual (MPE), Ministério Público Federal (MPF) e Ministério Público do Trabalho (MPE), gestora fecha ano com visita aos Estados Unidos. Pacote de relaxamento incluiu passeios pelo Vietnã, China e Espanha. 


Estante  O prefeito Ademar Delgado (PT) somou mais um prêmio na sua galeria de homenagens pela sua gestão em Camaçari. Foi um dos 11 agraciados pela Mansão do Caminho com o troféu Você e a Paz, categoria ‘Instituição que Realiza’.  Recentemente o médium e fundador da Mansão do Caminho, Divaldo Franco, brindou Camaçari com uma palestra na praça da Simpatia, quando teve a oportunidade de ouvir os jovens da Orquestra Pró-Sinfônica, uma das avalistas do prêmio.


João Leite – Editor


22/12/2015

 





Reflexo

Reflexo  O deputado estadual Bira Coroa (PT) está certíssimo quando exige do Ministério Público Estadual (MPE) o aprofundamento das investigações sobre a participação do vereador Antonio Elinaldo (DEM) no chamado esquema criminoso comandado pelo jogo do bicho em Camaçari.


Reflexo 2 Pena que o parlamentar petista não apresentou o mesmo empenho sobre as investigações de irregularidades na Cidade do Saber, também em curso no mesmo MPE. Agente político eleito pelo voto direto, como Elinaldo, Coroa precisa fazer valer na integralidade a sua missão de fiscal do dinheiro público e defensor do povo.


Reflexo 3 Quase  5 meses depois continua sem apresentar sua contribuição com a divulgação dos preciosos dados sobre os desmandos no programa comandado pela ONG Instituto Professor Raimundo Pinheiro. Os detalhes foram apresentados ao alcaide Delgado, na manhã do último 20 de julho, como mostrou a Coluna (Confira).


Retrovisor  A ‘Operação Caronte’, deflagrada com a prisão do vereador Elinaldo (DEM), acusado de integrar uma organização criminosa ligada a um dos grupos que controla o jogo do bicho em Camaçari, pode não ter o dedo do poderoso e bem articulado ex-prefeito e deputado federal. O que não dá para negar é o desejo do petista Luiz Caetano de fisgar o adversário. Vontade é antiga e já foi notícia no Camaçarico.


Retrovisor 2  Em maio de 2013 importante fonte governista ligada ao ex-alcaide disse ao editor do Camaçari Agora que estava em curso um freio na crescente e ameaçadora liderança do oposicionista. Sem dar detalhes, falava apenas nas suas ligações com o jogo do bicho, por onde o anzol poderia atingi-lo. Registro, ainda que de forma sintética, foi postado na Coluna de 27 de maio, com o título ‘Pescaria’ (Confira).


Mitologia  ‘Caronte’, nome da operação que prendeu o vereador do Democratas e seu sogro, e  continua a procura de outros 2 foragidos, faz parte do ‘dicionário’ do Camaçari Agora, desde 2012.


Mitologia 2  A 1ª referência está no Camaçarico de 4 de outubro, 3 dias antes do pleito municipal, quando a Coluna faz uma analogia do momento municipal com a viagem para a ‘terra dos mortos na política’ através de ‘Caronte’, o mitológico barqueiro do Hades (Confira). Já com a confirmação da vitória do petista Ademar Delgado, a Coluna do dia 10 comunica o embarque do grande derrotado (Confira).


Ajustes  Os vereadores João da Galinha e Sessé Abreu devem deixar o PRTB. O 1º segue para o DEM, onde disputa a reeleição ao lado dos atuais representantes da bancada: Antonio Falcão, Jorge Curvelo e Junior Borges. Já Sessé se abriga no ninho dos tucanos, ao lado do também vereador e comandante da sigla no município, Oziel Araújo. 

 







No jogo  O professor  Nilton César é o pré-candidato a prefeito de Camaçari pelo PSOL (Partido Socialismo e Liberdade). O lançamento acontece domingo (20), a partir das 9h, na praça do Alto da Cruz.  Ativista político desde a  adolescência, Nilton também é conhecido pela sua produção como artesão, na praça  Abrantes.


Menor  Simples, organizada e bonita. Assim foi a festa de encerramento dos trabalhos 2015 da Casa da Criança e do Adolescente. Apresentações de música, dança e teatro lotaram o Teatro Alberto Martins  (TAM) na manhã/tarde de sábado (12).


Menor 2 Mesmo convidado, o alcaide não apareceu. Apenas o titular da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), Mozart de Oliveira marcou rápida presença pela manhã. Instituição fecha o ano sem matrícula 2016 definida, cursos oferecidos e número de alunos para o próximo ano. 


João Leite – Editor


15/12/2015

 





Na mosca

Na mosca Está cada vez mais apertado o cerco sobre a Cidade do Saber (CDS). Comandada pela ONG Instituto Professor Raimundo Pinheiro, programa mantido por recursos do município de Camaçari e do governo federal agora será obrigado a abrir a caixa-preta das cooperativas. O promotor Geraldo Agrelli Lôbo, do Ministério Público Estadual (MPE), abriu Inquérito Civil para apurar os gastos da Cidade do Saber com as cooperativas Unitrab (União dos Trabalhadores Autônomos LTDA) e Cicoop (Cooperativa de Trabalho de Consultores Independentes).


Na mosca 2 O promotor da 7ª Promotoria de Justiça de Camaçari, responsável por apurações das denúncias envolvendo fundações e entidades do chamado 3º setor, quer a lista de todos os gastos da CDS com as cooperativas, entre 2010 e 2014. Documento com data de 19 de novembro cobra detalhes sobre os serviços feitos, incluindo custos, períodos e a relação dos contratados para os trabalhos.


Na mosca 3 Na sua justificativa para abertura do ‘Inquérito Civil’ o MP relata ainda a ausência de auditoria externa independente nas contas da Cidade do Saber, como manda a Lei, além de gastos sem comprovação com a cooperativa Cicoop.


Na mosca 4 Auditoria do TCM apurou apenas parte dos repasses a cooperativa Cicoop (R$ 779 mil), quando o total soma pouco mais de R$ 1 milhão. Conforme documentos que a Coluna teve acesso, outros R$ 249 mil foram pagos em 2012 a Cicoop.


Na mosca 5 Ainda na Coluna de 13 de outubro o Camaçari Agora mostrou que o TCM também não identificou nenhum repasse para a Unitrab. De acordo com esses mesmos documentos, a Unitrab recebeu pouco mais de R$ 770 mil no mesmo ano. Conta fica próxima de R$ 1 milhão e 800 mil (Confira)


Na mosca 6 Diretora da Cidade do Saber e presidente da ONG, Ana Lúcia Alves da Silveira, tem prazo até meados de dezembro para se manifestar, caso queira. Também tem direito a conhecer o teor dos autos e até copiar os documentos que sustentam o inquérito. Com irregularidades já comprovadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), programa também é alvo de investigações pelo Ministério Público Federal (MPF) e Ministério Público do Trabalho (MPT).


Na mosca 7 Desmandos na CDS começaram a ser apurados em janeiro pela promotora Juliana Varela Rodrigues de Barros (Confira). Processo Investigatório Preliminar (PIP) prosseguiu até julho, quando a promotora foi promovida para o MPE em Salvador.  Investigações entraram numa nova fase, a partir de agosto com o promotor Geraldo Agrelli. Em outubro o promotor ‘recomendou’ a presença do MPE nas assembleias da ONG. Medida acabou com as famosas assembleias ‘delivery’, realizadas a partir da coleta de assinaturas  dos associados numa ata montada e sem reunião e discussão pela direção do próprio instituto Raimundo Pinheiro.


Lá e Cá As denúncias de abandono da Casa da Criança e do Adolescente de Camaçari parece que finalmente sensibilizaram o alcaide municipal. Mesmo com atraso de quase 9 meses, desde a 1ª postagem em março deste ano (Confira), Ademar Delgado mandou sua secretária de governo, Jailce Andrade, fazer uma visitinha ao espaço.


Lá e Cá 2  Inspeção, com direito a fotos e conversas com funcionários, aconteceu na manhã de segunda-feira (7). Coincidência, ou não, no mesmo dia e horário, Delgado despachava no conforto da Cidade do Saber, do outro lado da rua do Telégrafo.


Recado Pesquisa sobre rejeição, realizada pelo instituto Dataqualy no final do mês de novembro não apresenta números nada favoráveis para os petistas Ademar Delgado, atual gestor de Camaçari, e Luiz Caetano, deputado federal, ex-prefeito por 3 mandatos e pré-candidato na disputa de 2016. Disparado na contramão da vontade do eleitorado, Delgado aparece com o estratosférico percentual de 70,6% de rejeição.


Recado 2 Mesmo distante 10 meses das urnas, o ‘não’ de quase metade dos entrevistados coloca Caetano no desconforto. Os 48,3% de rejeição é  figurino pesado para quem já somou mais de 70% de popularidade. Lista de alerta do eleitorado inclui ainda o também tri-prefeito e candidato ao 4º mandato, José Tude (PMDB), com 30,9% de desabono. Até o vereador Antonio Elinaldo (DEM), imunizado do desgaste  da cadeira de prefeito, é rejeitado por 24,5% dos eleitores.


Fogo baixo A servidora de carreira Mirian Bitencourt, ‘provisória’ na secretária da Mulher (Semur) desde o começo de janeiro, não sai antes de completar 12 meses no cargo. Indicação da substituta pela vice-prefeita, Carmem Siqueira (PSD), segue em banho-maria, pelo alcaide Ademar. Sem definir nada, Delgado aguarda janeiro, quando espera fazer uma minirreforma administrativa para enfrentar a reta final do seu  mandato.


Aguarrás  Conhecida como ‘primo pobre’ da inclusão, a Casa da Criança ganhou mimo no último final de semana. Grupo de artistas resolveu dar um ‘grau’ com trabalhos em graffiti na fachada do complexo. Movimentação reuniu cantores, DJs e performances em slackline e skate. Articuladores do evento batizado de ‘Primeiro Camaçari Graffiti’ e apoiado por loja de tintas, pizzaria e até pelo sindicato do metalúrgicos, só esqueceram de grafitar o nome da dona da casa. 


Data  Desde 2003 que o mundo comemora no 9 de dezembro o Dia Internacional contra a Corrupção. Data foi definida pela Convenção das Nações Unidas contra a Corrupção, por proposta feita pela delegação brasileira. Encontro aconteceu no dia 9 de dezembro na convenção realizada na cidade mexicana Mérida.


Atualização: 10/12/2015 às 10h59


João Leite – Editor


10/12/2015

 





Problema

Problema  As denúncias feitas pelo Camaçari Agora sobre o  abandono e a falta de estrutura com graves riscos para os cerca de 300 jovens atendidos pela Casa da Criança e do Adolescente foram constatados nesta quinta-feira(3), pela vereadora Professora Patrícia. Segundo disse à Coluna, o descaso é tão grande que nem o gestor do espaço trabalha no local. Em conversa com funcionários a vereadora petista foi informada que o gerente fica na sede da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes).


Problema 2 Diferente dos demais 18 colegas de Legislativo, que continuam alheios ao abandono do único equipamento de inclusão de jovens carentes, muitos em situação de vulnerabilidade social, a vereadora se disse ‘chocada’ com o que viu. Decepcionada com o descaso do governo do seu partido, a Professora Patrícia promete discurso duro na sessão da próxima terça-feira (8).


Problema 3 Também vai produzir relatório com fotos para apresentar aos colegas de Legislativo, ao alcaide e ao titular da pasta responsável pela manutenção do espaço. Comandada por Mozart de Oliveira Vivas, a Sedes é feudo do PRB, partido com estreitas ligações com a Igreja Universal. 


Troca-troca  A senhora Ana Lúcia Alves da Silveira se afasta no começo de 2016 do cargo de diretora geral da Cidade do Saber (CDS). A comunicação feita durante reunião do conselho de administração da CDS, terça-feira (1º), teve como justificativa oficial a realização de um curso.


Troca-troca  2 Segundo fonte carimbada do governo municipal, a gestora não detalhou  data, programa do curso, local e o prazo dos estudos. Saída da também presidente da ONG Instituto Professor Raimundo Pinheiro está longe de ser uma intervenção do alcaide. Mesmo abarrotado de provas de irregularidades, Ademar Delgado apenas observa.


Troca-troca 3  Movimento da gestora do programa comandado pela ONG Instituto Professor Raimundo Pinheiro e mantido quase que na sua integralidade com recursos públicos do município de Camaçari não passa  de uma ação entre amigos. Na mesma reunião foi anunciado o sociólogo Gerson Oliveira para o cargo de diretor administrativo e responsável pelo comando da Cidade do Saber, com o afastamento de Ana Lucia Alves da Silveira. Atualmente o cargo esta sendo acumulado pelo diretor financeiro, Júlio Pinheiro, outro acusado de práticas irregulares na gestão da CDS (Confira).


Troca-troca 4  Ainda segundo essa mesma fonte, a decisão pelo nome de Oliveira, atual assessor especial do alcaide Ademar Delgado (PT), foi da própria diretora, o que reforça a estratégia de se manter no poder mesmo oficialmente longe do cargo.


Troca-troca 5  A Coluna apurou que Oliveira mantém estreitas ligações com Ana Lúcia e a gestão da CDS. Além de ter sua esposa, Maria Nelma, contratada pela Cidade do Saber como gestora do núcleo espaço infantil, com salário de pouco mais de R$ 4.800, o sociólogo  também garante a remuneração de pouco mais de R$ 1.500 para sua secretária, Talita Brandão, paga através da cooperativa Unitrab como ‘assistente de manutenção’.


Troca-troca  6   Considerado uma espécie de ‘guru’ da direção, Oliveira também seria o responsável pela indicação de outros funcionários. Destaque para Luci Dantas, atual controller da CDS e uma das acusadas de prática de assédio moral contra servidores, como já denunciou o sindicato dos empregados, o Senalba (Confira).


Troca-troca 7  Reunião do conselho de administração da Cidade do Saber em que a gestora comunicou o afastamento contou com as presenças do presidente do conselho, engenheiro e diretor da Torrebras, Álvaro Carrascosa; e dos membros Luciano Sacramento, empresário  da área de publicidade; o engenheiro e ex-esposo da gestora, José Spinola Cunha Filho. O 4º membro do colegiado presente foi o ex-deputado estadual e dirigente do PCdoB, Javier Alfaya. Também participou como observador o promotor do MPE, Geraldo Agrelli Lôbo. O prefeito Ademar apareceu no final. Agradeceu o empenho da diretora e lembrou que gosta de tudo na mais absoluta transparência e dentro da Lei.  


Troca-troca  8 Como vem mostrando o Camaçari Agora, a Cidade do Saber coleciona irregularidades desde a sua criação, em 2007, mas só recentemente comprovadas  após realização da 1ª e única auditoria pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM),  que condenou a diretora Ana Lucia Alves da Silveira a devolver com recursos próprios aos cofres do município pouco mais de  R$ 852 mil, além de pagar multa (Confira). A CDS e a ONG Instituto Professor Raimundo Pinheiro também estão sendo investigadas pelos ministérios Público  Estadual (MPE), Público Federal (MPF) e Público do Trabalho (MPT).


Coceira E o deputado federal, ex-prefeito e pré-candidato ao 4º mandato na sucessão municipal de 2016 continua ansioso para ver logo a sacramentação de seu nome. Mesmo com a alternativa do PSD, palavrada pelo senador Otto Alencar como 2ª via, o petista Luiz Caetano aposta num acordo interno com sua ex-criatura. Sabe que  deixar o PT pode não ser um bom negócio.


Coceira 2 Mesmo sem sinais eleitorais, segundo todas as pesquisas, que corroem sua primazia na disputa pela reeleição, Delgado segue vestindo figurino de indefinido. Com o papai Noel revisando o trenó e as baianas e festeiros articulando as lavagens e os batuques de janeiro, imbróglio deve se arrastar até depois do Carnaval, na 1ª quinzena de fevereiro.  


Empoderado Vereadores não andam nada satisfeitos com a direção administrativa da Câmara de Vereadores. Portaria que criou o turnão impede que os ‘donos da Casa’ tenham acesso a seus gabinetes durante as tardes.


João Leite – Editor


4/12/2015

 





Pequenos

Pequenos  A pouco menos de 30 dias para o fim do penúltimo ano da sua gestão, o prefeito de Camaçari fecha 2015 com uma dívida social que nenhuma publicidade ou qualquer outro artifício vai apagar de seu currículo. Graças a omissão do alcaide petista Ademar Delgado, a Casa da Criança e do Adolescente virou presente comprometido e futuro incerto. Provavelmente com os olhos ofuscados pelo prédio espelhado da Cidade do Saber, instalado do outro lado da rua do Telegrafo, alcaide contribui de forma negativa para o futuro mais de 300 jovens, muito em situação de vulnerabilidade social.


Pequenos 2 Abandonada e desrespeitada nos seus direitos elementares, programa de inclusão de jovens carentes do município encerra ano sem regularização dos educadores, pendurados no Reda e ameaçados de demissão a partir de 2016,  estrutura física precária e merenda insuficiente. Desastre comandado pelo aliado PRB da Igreja universal, que o alcaide Delgado prefere não ver, fica ainda mais grave com a desativação dos cursos (artesanato e corte e costura) de inclusão e apoio a pais e familiares dos jovens atendidos pelo programa. Incerteza é comprovada com a ausência de calendário para matrículas-2016 de atuais e novos alunos.


Pequenos 3 Descuido com o único programa de inclusão de jovens carentes com o acompanhamento psicológico e social do município ganha reforço do Legislativo. Incapazes de constatar ‘in loco’ as constantes denúncias do Camaçari Agora (Confira), os ilustres 19 representantes do povo preferem os holofotes da TV Câmara. Os destaques na omissão da Casa são o presidente José Marcelino (PT) e Antonio Elinaldo (DEM), pré-candidato a prefeito e, segundo as últimas pesquisas, o melhor posicionado na corrida pela prefeitura a partir de janeiro de 2017.


Pequenos 4 Lista dos esquecidos com seus discursos midiáticos e nenhuma ação concreta ganha reforço do ex-prefeito, deputado federal e também pré-candidato a sucessão de Delgado, Luiz Caetano. Os deputados estaduais Bira Coroa e Luiza Maia fecham o time de petistas que se dizem defensores juramentados da cidade.


Pequenos 5 Nem o ex-prefeito e pré-candidato ao 4º mandato, José Tude (PMDB), fundador do projeto, em 1991, mostra qualquer indignação.  Outro que anda estacionado em vaga coberta é o outrora oposicionista combativo, Maurício Bacelar (PTN), atual diretor do Detran.


Pequenos 6 Mantida por verbas federais do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e município, Casa da Criança e do Adolescente precisa  receber uma visitinha de representantes dos ministérios Público Federal (MPF) e Estadual (MPE).


Em off O radialista Jutan Araújo deixa o microfone da Líder FM. Desde segunda-feira (31/11) que o comunicador e o seu programa ‘Vem Comigo Camaçari’ estão fora da grade da 96.5 FM. Na emissora desde agosto de 2014, Jutan está sendo substituído pelo radialista Jota Freitas, que volta com o 'De Olho na Cidade' para o horário tradicional, das 6h às 9h. Segundo a direção da emissora, o contrato venceu e não era mais interesse renovar a parceria.O radialista não foi localizado para comentar.


Condado  Funcionando de forma autônoma, a Cidade do Saber pratica mais uma arbitrariedade sob as barbas do alcaide Delgado. Acostumada a atropelar a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), como denuncia a Coluna desde 2013 (Confira), ONG Instituto Professor Raimundo Pinheiro, gestora do programa, demite o empregado com estabilidade sindical após voltar de licença médica. Diego Kopque foi afastado das suas funções pelo INSS por problemas psicológicos causados pelo assédio moral praticado por gestores da Cidade do Saber.


Atenção O réveillon de Guarajuba vai exigir esquema reforçado das polícias Rodoviária Estadual, PM e Superintendência de Trânsito e Transportes de Camaçari (STT). Festança comandada por Ivete Sangalo e Harmonia do Samba terá open bar e outros confortos para os 8 mil privilegiados pagantes. O problema é a localização do evento, às margens da Estrada do Coco. Via de intenso tráfego, a BA-099 deve ganhar estacionamento nas suas margens e um intenso movimento de travessia entre as pistas.


Apito mudo O superintendente da STT, Humberto Leite, precisa dar uma passadinha nos fundos da Feira de Camaçari. Trânsito intenso e desrespeito dos motoristas, no final da tarde, transforma o cruzamento das ruas do Telégrafo, do Canal e Adelina de Sá num dos pontos mais perigosos da cidade.


João Leite – Editor


1/12/2015

 





Siameses

Siameses  Promete ser animada a reunião do Conselho de Administração da Cidade do Saber (CDS), próxima terça-feira (1/12). Diferente dos anteriores, o 1º e único encontro de 2015, previsto para começar às 17h, terá a presença do Ministério Público Estadual (MPE), responsável pela condução do processo de investigação de denúncias de irregularidades nas contas da instituição, em parte já comprovadas por outra entidade fiscalizadora, o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM).


Siameses 2  Acostumada a realizar reuniões protocolares, e até ‘assembleias delivery’, como denunciou a Coluna Camaçarico, em julho do ano passado (Confira), direção da ONG Instituto Professor Raimundo Pinheiro, gestora da Cidade do Saber, começa a experimentar o controle.


Siameses 3  É o que mostra documento enviado pelo promotor do MPE, Geraldo Agrelli Lobo, responsável pelas investigações. Datado de 17 de novembro, ofício recomenda ao Conselho de Administração da CDS a contratação de empresa, mediante processo licitatório, para realização de auditoria nas contas 2015 do complexo.


Siameses 4  Formado por 6 titulares e 6 suplentes, Conselho é responsável pela fiscalização das contas, metas e diretrizes do programa mantido pelos cofres da prefeitura de Camaçari. Colegiado é presidido desde o começo do ano pelo empresário Alvaro Carrascosa Von Glehn, diretor geral da Torrebrás, fabricante de torres de aço para usinas eólicas, instalada no Polo de Camaçari.


Siameses 5  Representante do MPE lembra que decisão sugerida ao Conselho de Administração se respalda na Lei Federal das OS-Organizações Sociais (9.637/1998). No documento, o promotor cita ainda outra Lei Federal, a 8.429/1997, da Improbidade Administrativa, que no português claro trata de todo e qualquer “ato ilegal ou contrário aos princípios básicos da Administração Pública, cometido por agente público, durante o exercício de função pública ou decorrente desta”.


Siameses 6  Recomendação do promotor põe sombra sobre outro Conselho. Como irmão gêmeo, o Conselho Fiscal também não identificou problemas nas contas de 2013, detectados pela CGM-Controladoria Geral do Município (Confira) e auditoria do Tribunal de Contas dos Municípios (Confira). Números sobre 2014 e anos anteriores (2012 até 2007), nunca investigados pelo TCM, ampliam os mistérios no prédio espelhado da Rua do Telégrafo.


Siameses 7  Longe do pesadelo das contas, conselheiros, familiares de alunos, público e a provável presença do alcaide Ademar Delgado, festejam em seguida o lado bom e visível do programa com a  9ª mostra anual batizada de Cidade em Cena. Exibições de trabalhos de dança e outras manifestações artísticas dos alunos beneficiados pelos cursos estão previstas para começar às 19h, no palco do Teatro Cidade do Saber (TCS).

 







Equívoco O vereador e presidente do Legislativo de Camaçari, o petista José Marcelino, precisa controlar sua tropa. Empolgados pelo poder do chefe e bafejados pelos ares do ‘Novembro Negro’, assessores e/ou aliados não respeitam sequer o patrimônio público.


Equívoco 2 Não satisfeitos com o estado de abandono e longe de qualquer proposta de requalificação da antiga Estação de Trens, transformada em abrigo para moradores de rua e espaço para grafites e pichações, resolveram ampliar o estrago deixando a marca do parlamentar no ‘Marco Zero’ de Camaçari.


Equívoco 3 Esquecem que ato de reforço de imagem de Marcelino empurra o chefe para o artigo 65 da Lei 12.408/11, que considera crime a destruição do patrimônio público.

 







Mais uma Como previu a Coluna, o prefeito Ademar Delgado (PT) levou uma sapecada de 18 X 0 na Câmara de Camaçari. Viu todos os seus aliados, até seu líder na Casa, votarem contra seu veto ao Plano Municipal de Educação (PME). É consenso entre governo e oposição que o PME será remendado em 2016. Derrota no seu provável penúltimo ano no cargo pode não ser a última de 2015. 


Dissimulado  Virou sucata o simulador de viagens, brinquedo eletrônico que deveria reforçar as atrações do Museu de Ciências da Cidade do Saber. Equipamento,  ‘guardado’ durante bom tempo na área externa do complexo, terminou transferido para uma área no Polo de Apoio. Totalmente desmontado e destruído, como mostram as fotos, simulador agora serve de abrigo de ratos e criadouro do sempre presente mosquito da dengue. 


João Leite - Editor


25/11/2015

 





Goleada

Goleada  O prefeito Ademar Delgado (PT)  deve  perder de lavagem, na sessão de quinta-feira (19), quando a Câmara de Vereadores de Camaçari vota a derrubada do veto ao Plano Municipal de Educação (PME). Placar inicialmente previsto para maioria folgada, pode ser mais elástico e chegar a unanimidade dos 19 votos, caso o presidente resolva fechar a balaiada.


Solidários  Mais uma sessão do Legislativo, nesta terça-feira (17), sem definir os nomes dos membros das Comissões de Inquéritos (CIs) criadas para apurar irregularidades, já comprovadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), na Cidade do Saber. Graças a apatia dos 8 vereadores da bancada oposicionista, Câmara também não inicia as chamadas ‘CPIs’ sobre crimes ambientais e venda de gás de cozinha. 


Disque 190  Texto distribuído pela prefeitura para a imprensa informa que Camaçari foi “o município da Região Metropolitana que mais teve redução da criminalidade”. Mesmo sem apresentar números que comprovem, cita percentual de 9% para a “diminuição dos índices entre janeiro e outubro deste ano se comparado ao mesmo período do ano passado.” (Confira).


Disque 190 - 2  Não é o que mostra o site da Secretaria de Segurança Pública (SSP), que exibe apenas números até junho de 2015. Ainda segundo a SSP, os assassinatos nem aumentaram nem diminuíram entre janeiro e junho de 2014 na comparação com igual período deste ano. Estatística da SSP registra número igual, exatos 114 assassinatos no 1º semestre de cada ano.


Disque 190 - 3  Números disponíveis na página eletrônica da Secretaria de Segurança mostram que entre janeiro e outubro de 2014 foram assassinadas em Camaçari 194 pessoas. Somados aos 44 registros de novembro e dezembro conta fecha o ano de 2014 com 238 mortes violentas. Até o fechamento da Coluna a SSP não havia disponibilizado os números de 2015 referentes aos meses de julho a outubro (Confira).


Esquecidos  Os cerca de 40 empregados da empresa TEAM, prestadora de serviço da Cidade do Saber, ainda não receberam os salários de outubro, que pelo contrato deveriam ser pagos até o último dia útil do mês trabalhado, portanto 30/10. Na sua maioria remunerados com 1 ou pouco mais do salário mínimo, contratados para serviços de limpeza, manutenção e tratamento de piscinas, jardinagem, recepcionista, portaria e copeiro, só viram até agora um abono de R$ 200,00.


Esquecidos 2  A TEAM Gestão de Serviços de Segurança LTDA foi contratada pela ONG Instituto Professor Raimundo Pinheiro, gestora do programa Cidade do Saber, por pouco mais de R$ 1 milhão por ano.


Fora do ar  Desde segunda-feira (16), que o ‘Acorda Bahia’ e o ‘Além da Notícia’, comandados pelo radialista Roque Santos, estão fora da grade de atrações da Sucesso FM (93.1). A emissora informou apenas que se trata de “horário arrendado” e não teria mais detalhes. Os horários estão sendo ocupados com programação musical. O Camaçarico não conseguiu falar com o comunicador.


Fora do ar 2 Extraoficialmente, a suspensão dos programas é atribuída a falta de pagamento do arrendamento dos espaços com custo mensal de R$ 60 mil. Ainda segundo essas mesmas fontes, o atraso soma 2 meses. Como mostrou a Coluna de 31 de janeiro (Confira), contrato iniciado em fevereiro deste ano tem o aval do deputado federal, Luiz Caetano (PT). Além do ex-alcaide e candidato ao 4º mandato, um grupo de empresários participa da parceria responsável pela divisão dos custos.    


Sem chicote  ‘Extermínio do povo negro; isso é o que eu vejo’ é o tema da palestra que acontece sábado (21), a partir das 9h, no Clube Social de Camaçari. Com entrada aberta, o debate  com os professores Iaci Maia e Marcos Vinicius Araújo (UFBA), é  uma promoção conjunta do PSOL e PSTU, como atividade  do Novembro Negro. 


Sem chicote 2  Conversa franca e aberta sobre as dificuldades dos negros em Camaçari e no país é mais um passo na consolidação da frente de   partidos de esquerda que se apresenta como alternativa para governar o município a partir de 2017. Organizadores garantem que propostas da frende de esquerda passam longe da equivocada forma de gerir a cidade pelo PT, envolvido num mar de corrupção, e das velhas oligarquias carlistas e tucanas.


Emergência Preocupados com a ameaça de fechamento da UPA da Gleba B, moradores se reúnem quarta-feira (18), na associação do bairro. Autoridades municipais são esperadas para esclarecer dúvidas durante encontro marcado para às 19h. 


João Leite – Editor


17/11/2015

 





Roteiro

Roteiro Reforma urgente fecha a Câmara de Vereadores de Camaçari. Com previsão de conclusão para esta sexta-feira (13), melhorias na rede de informática da Casa foram iniciadas quarta-feira (11). Obras derrubaram a sessão desta quinta-feira (12) para alegria da bancada governista, espremida pela necessidade regimental de votar o veto do prefeito Ademar ao Plano Municipal de Educação (PME).


Roteiro 2 A oposição silenciosa e sempre muito colaborativa,  vê os serviços adiarem a instalação das 3 Comissões de Inquérito (CIs). Com mais esse atraso, causado por serviços que poderiam ser realizados no final de semana, sem prejuízo para os trabalhos, as investigações sobre  os desmandos nas contas da Cidade do Saber começam a ficar inviáveis com a chegada do recesso de final de ano. Câmara tem ainda na lista de apurações a exploração clandestina de areia e  a comercialização do gás de cozinha.


Roteiro 3 Nascida mais para cumprir um roteiro meramente teatral por parte da oposição, proposta de ‘CPI’, como os vereadores gostam de chamar, não é notícia sequer nas redes sociais dos responsáveis pela sua apresentação. Mesmo com irregularidades comprovadas por auditorias e denúncias documentadas pelo Camaçari Agora, programa mantido com recursos públicos e gerido pela ONG Instituto Professor Raimundo Pinheiro nunca foi visitado pelos vereadores oposicionistas.


Reprovado  O governo tenta adiar, mas é certa a surra que tomará em plenário a sua proposta de manter o veto ao Plano Municipal de Educação (PME).  É consenso para a maioria dos 19 vereadores  deixar o PME como está e discutir mudanças a partir de 2016. Desgaste do alcaide e desarticulação da base governista podem ampliar o placar para 13 X 5, com o apoio dos vereadores Bispo Jair (PRB), Jackson  Josué (PT) e Pastor Neilton (PSB).


Bê-á-bá Se ainda não leu, o alcaide Ademar Delgado precisa conferir o documento "Em defesa do PT, da verdade e da democracia", lançado quarta-feira (11). A Coluna recomenda a leitura com atenção e urgência do capítulo intitulado ‘13 ações do PT que estão acabando com a impunidade’.


Bê-á-bá 2 Na página 15, item 8, o documento cita a importância da criação da Lei de Acesso a Informação, pela presidente Dilma, em 2011. Lembra que dos quase 165 mil pedidos solicitados desde 2012 ao Governo Federal, 98% foram respondidos em um tempo médio de 13 dias, portanto menos da metade do limite exigido pela lei, que é de 30 dias.


Bê-á-bá 3 Diferente do que prega seu partido, o alcaide Delgado, auditor por formação e sempre se vangloriando da amizade com o ministro da Controladoria Geral da União (CGU), Jorge Hage, exemplo de transparência e impessoalidade na gestão da coisa pública, insiste em esconder informações públicas sobre o programa Cidade do Saber.


Bê-á-bá 4 Caixa preta dos repasses financeiros realizados pela Cidade do Saber para as cooperativas CooperTrade, Unitrab e Cicoop ultrapassam os R$ 7 milhões e 500 mil nos últimos 4 anos. Solicitação feita em março, pelo editor da Coluna, completa 7 meses sem resposta (Confira)


Causa nobre O Bispo da Diacese de Camaçari, Dom João Petrini canta parabéns dia 21, no espaço de eventos Seven. Almoço para convidados não terá pompa, muito menos espaço para mimos personalistas. Como manda a vontade do religioso, sintonizado com a nova Igreja Católica do papa Francisco, os presentes têm endereço certo. Vão ajudar a concluir a construção do centro de formação da igreja, localizado na antiga ‘chácara dos padres’, avenida Eixo Urbano. 


Justíssimo  O dirigente  comunista Carlos Marighella, morto em 1969 pela ditadura militar, vai dar nome ao campus da UFBA de Camaçari. Unidade com cursos nas áreas de engenharia,  mesma formação de Marighella, está sendo montada numa área do finado (Centro de Pesquisas e Desenvolvimento (Ceped), na BA-512. Previsão, que pode mudar, é de início das aulas no 2º semestre de 2016.  


Referência A engenheira civil Rute Carvalhal Borges foi eleita presidente da Associação Brasileira de Engenheiros Civis–Departamento da Bahia (Abenc-BA), biênio 2016/2018. Primeira mulher a assumir o cargo, Rute Carvalhal é colaboradora histórica de Camaçari. Atuou nas áreas técnicas da Defesa Civil e Secretaria de Desenvolvimento Urbano, antiga pasta de planejamento. Atualmente ocupa o cargo de engenheira de segurança do trabalho do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), em Camaçari.


João Leite - Editor


12/11/2015

 



Anterior | |1| 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 | Próxima

Encontrado(s): 424 registros

Listando página: 1

Resumo das Novelas



inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2016 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL