Busca:

  Notícia
 
Camaçarico 11 de novembro 2019


Efeito  A soltura do ex-presidente Lula é o mais novo fator na conjuntura política de Camaçari. Com o ex-presidente no palanque, o projeto do ex-prefeito Luiz Caetano (PT) de eleger a esposa ganha fôlego, poder de mobilidade que não vinha somando nos últimos meses, e maior probabilidade de colar a oposição municipal em torno da doutora Ivoneide.


Efeito 2 Seguramente com presença no palanque oposicionista em 2020 e, ao menos, uma aparição em Camaçari nestes 50 dias que restam de 2019, Lula não apenas avaliza e impulsiona um nome ainda pouco conhecido.  Graças a seu poder de convencimento, reforçado pela letargia dos estrategistas governistas, o ex-presidente vai tentar desconstruir o discurso de projeto familiar, carimbar a punição de Caetano como “injusta”, assim como a sua, destacar a força da mulher na disputa eleitoral, e até a contribuição da doutora Ivoneide no processo político camaçariense.   


Efeito 3 Mesmo incluído no rol dos fichas sujas, como o ex-prefeito, também condenado em Segunda Instância, o ex-presidente vai usar seu carisma  numa cidade nordestina e  com predominância de trabalhadores para aplainar as diferenças na sua base e atrair para o projeto do ex-prefeito Caetano os indecisos e insatisfeitos com o governo do alcaide e candidato a reeleição, o demista Antonio Elinaldo.


Efeito 4 O efeito Lula também vai exigir ajustes profundos no outro lado da trincheira. O demista, que já anda atrasado num processo de visibilidade e construção de uma imagem de gestor eficiente, vai ter que azeitar a máquina se quiser manter a vantagem de 20 pontos percentuais, sobre a adversária petista, segundo pesquisa estimulada realizada em meados de outubro, que a Coluna teve acesso.


Efeito 5 Apesar da vantagem, o demista Elinaldo não consegue se descolar da imagem de gestor com reconhecimento negativo por quase metade do eleitorado. E, não é por falta de obras e melhorias para a comunidade. Graças a uma série de barbeiragens dos ´cabeças pensantes` do governo, boa parte formada por estranhos no mapa geopolítico municipal, a gestão não  consegue agregar  esse fator positivo à imagem do gestor.


Efeito 6 Reverter esse jogo, agora reforçado pelo efeito Lula, com a redução das trapalhadas da  gestão, ajustes na máquina, em especial nos escalões mais altos, é o único caminho para chegar na disputa de outubro com capacidade de vitória.


Efeito 7 Diferente de 2016, quando o alcaide Antonio Elinaldo  aplicou uma goleada  no petista Luiz Caetano, disputa de outubro de 2020 será apertada e vencida por quem errar menos. 


Distante  O ex-prefeito Luiz Caetano (PT) perdeu mais uma batalha na sua tentativa de recuperar o mandato de deputado federal e seus direitos políticos. Por unanimidade, os 5 ministros da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitaram na sexta-feira (9) o embargo de declaração feito pela defesa do petista no processo conhecido como ´mochila amiga`. 


Distante 2 O petista foi condenado em 2014 pela 1ª Vara da Fazenda Pública de Camaçari. Com a confirmação em 2016 pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), Caetano caiu na Lei da Ficha Limpa e ficou inelegível devido a irregularidades na contratação da Fundação Humanidade Amiga (Fhunami) que produziu fardamentos para estudantes do município. A última derrota de Caetano no Supremo foi em setembro, quando teve outro recurso rejeitado (Confira).


Apito  Apesar do alerta feito pelo Camaçarico do último dia 5 (Confira), a avenida Jorge Amado segue exibindo um altíssimo risco para pedestres. Do conjunto de sinaleiras, que custaram quase R$ 1 milhão, apenas uma, nas proximidades da faculdade Famec, está em operação.


Apito 2 As demais seguem apagadas e contribuindo para o aumento nas estatísticas de atropelos e outros registros na via campeã em acidentes da cidade. A descuidada superintendência de trânsito e transportes de Camaçari (STT), comandada desde janeiro pelo coronel e ex-comandante da PM, Alfredo Castro, sequer providencia um sistema de monitoramento por agentes para garantir a travessia segura das centenas de pedestres que usam a via.


Calmante  Depois de se auto-intitular “doido” e batizar seu filho e deputado estadual de “doidinho”, o deputado federal Pastor Isidoro, comandante do Avante no estado, segue agregando novos títulos honoríficos a aliados.


Calmante 2 O mais novo agraciado é o ex-vereador camaçariense, Pedrinho de Pedrão. O comandante municipal da legenda e provável candidato a prefeito na sucessão do alcaide Antonio Elinaldo, agora é conhecido como o “maluquinho”.   


Leitura  A ex-senadora alagoana e atual presidente da Fundação Brasil Sustentável, Heloísa Helena, participa terça-feira (19), em Camaçari, de uma conversa com militantes e dirigentes do Rede Sustentabilidade. O papo sobre conjuntura eleitoral é aberto ao público e acontece a partir das 15h, na sede do Instituto Arborize, ao lado da Casa do Trabalho. 


Confira todas as Colunas acessando o link    http://www.camacariagora.com.br/camacari.php


João Leite Filho joaoleite01@gmail.com (Editor)


11/11/2019

Mais Notícias

Tribunal de Justiça da Bahia inocenta ex-secretária de Camaçari
Camaçarico 9 dezembro de 2019
Professor terá canal para informar descuido de pais com alunos
Moro é o ministro mais bem avaliado pela população, diz Datafolha
Brasil cai para 79º lugar no Índice de Desenvolvimento Humano
Bolsonaro melhora na economia mas sofre desgaste com corrupção
Salvador está entre as 6 capitais que reduziram mortes no trânsito
Mais dois índios são mortos no Maranhão
Morre Mãe Tatá do terreiro Casa Branca do Engenho Velho
Pesquisa mostra Lula, Moro e Bolsonaro em situação de empate


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2019 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL