Busca:

  Notícia
 
Camaçarico 27 setembro 2019


Lícito Mesmo classificada de “falaciosa”, “improcedente” e até “ardilosa”, expressão comum no jargão policial, a denúncia do Camaçarico obrigou a Câmara de Vereadores de Camaçari a recuar e mexer no processo de licitação para escolha da agência de publicidade que irá atender o Legislativo nos próximos 12 meses.


Lícito 2 Em resposta à solicitação do promotor Everardo Yunes, titular da promotoria de moralidade administrativa do Ministério Público (MP), feita com base na denúncia da Coluna (Confira), o Legislativo reconhece que houve erro e realizará um novo sorteio para escolha de um dos 3 representantes da comissão que escolherá quem vai administrar a verba publicitária de R$ 1,4 milhão.


Lícito 3 É o que mostra ofício assinado pelo presidente do Legislativo, Jorge Curvello (DEM), enviado ao Ministério Público, em resposta à solicitação de explicações feita no último dia 18 pelo MP de Camaçari. Na sua resposta, datada de terça-feira (24), o presidente do Legislativo não apenas reconhece erro no processo de licitação, como informa a saída do representante da prefeitura da referida comissão julgadora.


Lícito 4 No documento, que a Coluna teve acesso, o vereador e advogado Jorge Curvello informa ao MP que houve um erro no prazo de 10 dias entre a publicação da lista e a sessão pública do sorteio. Ainda segundo a resposta, diante da “não observância” do prazo, a sessão foi anulada e uma nova lista tríplice para escolha de um dos 3 membros será realizada.


Lícito 5 Na resposta, a Câmara também informa ao MP que o coordenador de publicidade da prefeitura, Lucas Moreno, sorteado para compor a lista tríplice da “subcomissão técnica” dos “sem vínculo  funcional ou contratual” com a Câmara de Vereadores,  renunciou alegando “motivos de foro íntimo”.


Lícito 6 Escolhido para integrar a comissão que selecionaria a agência de publicidade, Moreno é o responsável pela relação direta entre a prefeitura e a agência de propaganda que atualmente atende a conta do município, coincidentemente uma das disputantes da licitação no Legislativo.


Lícito 7 Sobre o processo de troca de nomes de jornalistas conceituadas da cidade e sem qualquer vínculo com os poderes Executivo ou Legislativo, pelos representantes da comunicação da prefeitura: Vanessa Rodrigues (diretora de comunicação), Henrique da Mata (coordenador de jornalismo) e Lucas Moreno (coordenador de publicidade), o editor da Coluna lembra ao vereador Jorge Curvello que as informações não são “declarações falaciosas e improcedentes”, como tenta em vão fazer crer na sua resposta enviada ao MP. O editor lembra que o sigilo da fonte é um direito legal e sagrado do jornalismo. 


Voo Mesmo na base do governo, o vereador Oziel Araújo (PSDB) começa a entrar em modo´stand-by` e ainda não confirma seu presença na campanha de reeleição do alcaide Elinaldo, como sinalizou, durante recente conversa com o editor do Camaçarico (Confira).


Voo 2 Em conversa na manhã desta sexta-feira (27), Oziel disse que não se recusa a embarcar na aeronave azul. Mas, continua aguardando os sinais do demista, que no entendimento do tucano, não vem corrigindo as rotas que ampliem e construam um melhor caminho em direção a sua reeleição com segurança. Ainda segundo Oziel, esse quadro que assegure a reeleição não está claro, tanto no seu entendimento, como nas escutas que faz nas ruas.


Voo 3 Reconhecido como uma das principais lideranças do município, o vereador, que também é pastor da Assembleia de Deus, não foge do debate, muito menos das conversas, seja qual for a posição do interlocutor no arco partidário. Na mesma quarta-feira (25), após a conversa com o Camaçarico, Oziel recebeu ligação do petista Luiz Caetano.


Voo 4 Ciente das dificuldades do ex-companheiro de PT, partido pelo qual se elegeu para o 1º mandato, em 2012, o hoje tucano ouviu do 3 vezes alcaide de Camaçari o desejo de uma conversa sobre conjuntura e eleições 2020. Ainda segundo relato do próprio Oziel, a conversa não teve data marcada.


Finalmente O Ministério Público de Camaçari (MP) entrou com uma ação civil pública contra a prefeitura para que o município crie o Parque das Dunas de Abrantes.  No papel desde 1977, o espaço vem tendo suas dunas, vegetação e nascentes destruídos por especuladores, muitos com o beneplacido das gestões municipais que muito pouco fizeram e fazem para barrar esse crime contra o meio ambiente.


Finalmente 2 Na ação assinada pelo promotor Luciano Pitta, datada de 20 de agosto último, e já na mesa do juiz César Borges, da Primeira Vara da Fazenda Pública de Camaçari, o MP cobra medidas reais para conter essa destruição e pede velocidade na instalação do parque. De quebra ainda pede a aplicação de multa de R$ 100 mil ao alcaide Antonio Elinaldo, caso não cumpra a decisão.


Genrão  O doutor Guilherme Augusto Teixeira Neto está de volta à folha de  pagamento dos servidores da prefeitura de Camaçari. Nomeado desde janeiro de 2017, o genro do ex-prefeito de Feira de Santana, Zé Ronaldo (DEM) ficou sem os R$ 9,8 mil de salário durante o mês de agosto, por conta do processo de mudança e exonerações na superintendência de trânsito e transportes de Camaçari (STT).


Genrão 2 Segundo apurou a Coluna, quase que o genrão fica sem salário em setembro. A renomeação do doutor Guilherme para o cargo de assessor especial de relações inter-institucionais, aos ´45 minutos`, terminou gerando uma estranha coincidência. O pagamento dos efetivos e comissionados da STT, que sempre teve calendário único, nesse setembro terminou sendo liberado em duas datas. Os efetivos receberam na segunda (23), enquanto os nomeados, bloco que incluiu o doutor, só tiveram os salários depositados nesta quinta-feira (26). 


Genrão 3 Pouco visto na STT, o doutor Guilherme é velho conhecido dos leitores do Camaçarico. Foi interventor da Cidade do Saber, logo no início da gestão do alcaide Elinaldo, em 2017. Ficou cerca de 30 dias e teve que devolver o comando do programa à ONG Instituto Professor Raimundo Pinheiro. Durante sua estada relâmpago não conseguiu apurar nada. Muito pelo contrário. Ele e sua briosa equipe saíram acusados de depenar computadores. Se tivesse sido minimamente eficiente teria obtido preciosas provas contra as traquinagens da antiga gestão.


Confira todas as Colunas acessando o link    http://www.camacariagora.com.br/camacari.php


João Leite Filho joaoleite01@gmail.com (Editor)


27/9/2019

Mais Notícias

Desigualdade aumenta no Brasil, diz estudo do IBGE
Obrigada por serem os melhores
SSP investiga atentado contra o deputado Soldado Prisco
Justiça manda interditar sedes das associações de PMs
Marcelo Odebrecht dá aula sobre boas práticas empresariais
Ministério Público aciona governo federal e Ibama por vazamento
Novo Minha Casa foca famílias com renda de até R$ 1,2 mil mensais
Um deputado. E a população em pânico
Desembargadora é investigada por tomar salário de assessor
Justiça manda shopping indenizar cliente por prática de racismo


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2019 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL