Busca:

  Notícia
 
Camaçarico 4 de fevereiro 2020


Quebra-cabeça A candidatura Ivoneide Caetano deve reunir um bloco de 4 ou 5 partidos (PT, PSB, PSD, PCdoB). O desenho que só deve ficar pronto no final de março, véspera do limite do 4 de abril, prazo final para o pula-pula de legenda, pode incluir o PP de Fábio Lima.


Quebra-cabeça 2 Segundo fontes da Coluna, a espera pela 5ª legenda depende da finalização do acordo com o vice-governador João Leão, o dono e bonitão do PP no estado, para trazer Lima para o ninho oposicionista, seja como vice na capa de Ivoneide, ou candidato a vereador.


Quebra-cabeça 3 Um desses sinais é a articulação do deputado estadual Niltinho (PP), defensor de uma candidatura única para representar o grupo aliado do governador Rui Costa (PT) nas eleições municipais da capital. Tudo bem, que cada caso é um caso, cada cidade tem as suas particularidades, mas a movimentação do principal padrinho da candidatura Fábio Lima não deixa de ter reflexos em Camaçari. 


Quebra-cabeça 4 Com o PT resolvido, o PSD comandado pelo empresário Roquinei Cabeceira caminhando sem traumas e consciente do seu tamanho, desenho avança com a confirmação do PSB, que deve perder oficialmente até março, o vereador Pastor Neilton para uma legenda da base do alcaide Elinaldo.


Quebra-cabeça 5 Ainda no partido da deputada federal Lídice da Mata os socialistas em Camaçari devem ter como puxadores de voto o suplente Vaval, o advogado Luiz Macedo e a dirigente Fátima Trabuco, atual assessora de Neilton.


Quebra-cabeça 6 Já no PCdoB, a conta parece ser mais complicada para manter seu atual representante, Binho do 2 de Julho, eleito em 2016 com 2.112 votos. Legenda que somou 4.809 votos no pleito de 2016, precisa engordar para conquistar cerca de 6,5 mil votos, agora que a lei acabou com as coligações partidárias na disputa  para vereador. Esse seria o número de votos (coeficiente eleitoral) que asseguraria a manutenção de 1 representante do ´B` no Legislativo. Segundo fontes da Coluna, Binho deseja e quer permanecer no PCdoB, mas não vai arriscar sua reeleição se sentir que não terá tranquilidade na legenda.


Quebra-cabeça 7 Legenda, que repete lista de candidatos das eleições passadas, não deve ganhar o reforço do atual presidente do sindicato dos metalúrgicos, Júlio Bonfim. Dirigente chegou a ser listado como pré-candidato a prefeito, e que não descuidou da mídia usando de forma até desproporcional  a estrutura  do sindicato para reforçar sua imagem pessoal, como mostrou o Camaçarico (Confira), teve de recuar para atender o chamamento da sua base.


Quebra-cabeça 8 Diferente do quadro do começo do ano passado, Júlio Bonfim é hoje uma liderança com presença no cenário sindical nacional. Com o fechamento de uma das unidades da Ford em São Paulo, a fábrica da Bahia ganhou ainda mais protagonismo e empurrou Bonfim para uma nova estrada.


Quebra-cabeça 9 Viagens para São Paulo e até para a matriz da montadora, nos Estados Unidos, para discussões sobre a realidade e as lutas da categoria empurraram Bonfim para uma nova conjuntura incompatível com a disputa paroquial da política camaçariense.   


Quebra-cabeça 10 Mas,  quem esse desenho com Júlio Bonfim fora, pode mudar.  Acostumado com as entranhas da política, gostos, sonhos e desejos exibidos e muitas vezes escondidos, o ex-governador de Minas e ex-dono do banco Nacional, Magalhães Pinto (1909/1996), tinha uma máxima:” Política é como nuvem. Você olha e ela está de um jeito. Olha de novo e ela já mudou.” 


Predadores O alcaide Elinaldo começa a acordar para o desgaste que vem sendo provocado na sua imagem pela movimentação dos chapas brancas e pela excessiva segurança no seu entorno, durante festas e eventos com grande público. Balbúrdia identificada pela imprensa e por governistas horrorizados com a o excessivo puxa-saquismo, que afasta e até constrange populares que desejam se aproximar do prefeito, virou até tema de alerta no grupo de WhatsApp formado por secretários e gente mais próxima do poder. 


Periquito envergonhado A festa de Jauá, realizada no último fional de semana de janeiro, foi destaque em todo o país. Não pela beleza da sua faixa de praia, muito menos pelo cortejo das baianas durante a lavagem da igreja do padroeiro Bom Jesus dos Navegantes. Localidade da orla de Camaçari foi notícia nas redes sociais pelo show de violência e pancadaria durante a passagem de trios elétricos. Imagens negativas podem servir de alerta para que a prefeitura e as autoridades policiais encontrarem um formato para essas apresentações artística/culturais na festa de Arembepe, marcada para a última semana de março. 


Confira todas as Colunas acessando o link    http://www.camacariagora.com.br/camacari.php


João Leite Filho joaoleite01@gmail.com (Editor)


4/ 2 /2020

Mais Notícias

Camaçarico 7 de julho 2020
Bolsonaro testa positivo e entra em quarentena
Associação de magistrados critica atuação do MPF na Faroeste
MEC inscreve até sexta-feira estudante interessado no Sisu
Caderneta de poupança bate recorde de depósitos em junho
Camaçari compra 25 mil testes rápidos para Covid-19
Camaçari registra 40 novos casos de Covid-19 em 24 horas
Live de Xanddy gera aglomeração em Interlagos
Militares custam 17 vezes mais que média por pessoa no INSS
Trabalhador informal é o que mais sofre com a crise da Covid-19


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2020 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL