Busca:

  Notícia
 
Camaçarico 23 de janeiro 2020


Enxaqueca  A eleição do ex-alcaide de Camaçari e ex-deputado Luiz Caetano, para cargo na Comissão Executiva Nacional do PT não sinaliza apenas apoio e prestígio. A escolha, confirmada durante o 7º Congresso Nacional do PT, realizada semana passada em São Paulo (Confira), resolve outro problema do petista, mas abre uma frente de questionamentos que pode terminar em nova derrota. 


Enxaqueca 2  Sem cargo eletivo desde o começo de 2019, quando perdeu o mandato de deputado federal e ficou inelegível, por condenação na Lei da Ficha Limpa, Caetano também perdeu sua fonte de renda. Segundo apurou a Coluna, o cargo de coordenador regional, com status de secretaria, abaixo apenas das vice-presidências, tem remuneração mensal que ultrapassa os R$ 25 mil.


Enxaqueca 3 Mas, a substancial ajudinha pode virar pesadelo e até sofrer revés com a anulação da sua indicação para a executiva petista. Fontes da Coluna acreditam que indicação é passível de questionamentos na Justiça.


Enxaqueca 4 Além, de ter seus direitos políticos suspensos, ficando impedido de ser votado, de votar, Caetano também não pode estar filiado a partido político. Mesmo com esse impedimento, dizem essas fontes, o ex-deputado federal participou como delegado da convenção nacional.


Enxaqueca 5 A decisão que lhe tirou o mandato e o direito ao retratinho na urna eletrônica também diz que ele não pode receber benefícios do poder público, seja de forma direta ou indireta. Para esses adversários, alojados dentro e fora do próprio PT, os recursos que remunerarão o petista são provenientes do Fundo Partidário, portanto dinheiro público.


Atmosfera O alcaide Antonio Elinaldo (DEM) aposta todas as fichas na recuperação do plenário vereador Osvaldo Nogueira, do Legislativo de Camaçari, até a 2ª semana de fevereiro. Segundo apurou a Coluna, o demista não quer ler sua mensagem de governo na sessão do dia 18 de fevereiro, no Teatro Alberto Martins, (TAM), quando os trabalhos legislativos de 2020 serão abertos.


Atmosfera 2 Desejo do alcaide coloca o aliado e amigo, o presidente do Legislativo, vereador Jorge Curvelo (DEM) na pressão para que conclua as obras nos próximos 20 dias. 


Atmosfera 3 Acostumado com a energia e a importância da Casa Legislativa, durante os 2 mandatos como vereador, até se eleger prefeito em 2016, o alcaide parece querer distância do palco do teatro, onde acontecem as sessões desde que as chuvas de 1º de abril do ano passado que  destruíram parcialmente o plenário do Legislativo.  


Jogada A isenção de 70% do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) que a prefeitura de Camaçari deu ao Esporte Clube Bahia não vai representar apenas cerca de R$ 350 mil anuais a menos para os cofres do município. Pela Lei de incentivo, aprovada no ano passado pelo Legislativo, outras entidades esportivas poderão obter o mesmo benefício. Conta feita pela Coluna mostra que o clube vai pagar cerca de 30%, algo em torno de R$ 150 mil de IPTU 2020 pela sua área de cerca de 300 mil metros quadrados. 


Jogada 2 A redução no imposto por 10 anos, um alívio em torno de R$ 3,5 milhões nas contas do tricolor algo, tem como contrapartidas a realização pelo clube de um programa de apoio ao esporte amador e acesso de suas dependências para a população de Camaçari. 


Jogada 3 Ex-cartolas do clube ouvidos pelo Camaçarico acreditam que a próxima etapa dessa parceria com o clube, dono da maior torcida da cidade, e proporcionalmente uma das maiores do estado, é a construção de uma entrada por Camaçari. Mesmo com sua área nos limites do município, acesso ao CT é feito pela vizinha Dias D`Àvila. Resta saber se o rubro-negro Elinaldo vai chutar essa bola e iniciar os estudos para a construção desse novo acesso com suas implicações técnicas de crescimento e ocupação dessa região do município. Antes, precisa impor marcação serrada para que os projetos sociais não virem apenas marquetingue do Bahia.


Lamentável A comunicação do alcaide Elinaldo precisa ter um entendimento da sua missão de informação pública, os seus limites impostos pelas políticas oficiais, e pela própria legislação. O último exemplo de como não se fazer propaganda oficial foi postado nas redes sociais e festejou a programação cultural de Vila de Abrantes, no último final de semana.


Lamentável  2  Vídeo de pouco mais de 3 minutos, que a Coluna não vai colocar link de acesso por uma questão de respeito e contribuição para que esse tipo de postagem não tenha ainda mais repercussão, exibe tudo que não se deve fazer em jornalismo. 


Lamentável  3  Num vídeo que se propôs a ser engraçado e descontraído, o ´repórter` atropela princípios como diversidade e respeito, com atitudes homofóbicas e até de desconhecimento do Estatuto da Criança e do Adolescente, com entrevistas de crianças durante o show da polêmica banda La Fúria.


Confira todas as Colunas acessando o link    http://www.camacariagora.com.br/camacari.php


João Leite Filho joaoleite01@gmail.com (Editor)


23/1/2020

Mais Notícias

Último dia no Palco do Rock tem apresentação de 9 bandas
Desabastecimento de energia no Brasil está descartado até 2024
Secretaria da mulher alerta o Gandhy sobre importunação
Último dia do carnaval de Salvador tem pressão altíssima
A profecia do B
Governo Bolsonaro abre diálogo com a Igreja Católica
Palco do Rock é alternativa para fugir do axé e do pagodão
Kannário, Ilê Aiyê e Pabllo Vittar agitam a segunda-feira
O Ofício e o atestado
Domingo de carnaval tem 80 atrações nos 3 circuitos da festa


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2020 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL