Busca:

  Notícia
 
Camaçarico 30 setembro 2019


Olhar  O cansativo desfile de 5 horas, na festa de aniversário de Camaçari, sábado (28), precisa ser discutido e ter sua estrutura e dinâmica reavaliadas pelas cabeças pensantes da atual gestão. Demora não gerou apenas desconforto para centenas de estudantes que desfilaram na avenida 28 de Setembro. 


Olhar 2 Foi seguramente um recorde que também não agradou a população que foi assistir as escolas, as bandas, as fanfarras e os grupamentos militares. Os sinais de desconforto pela falta de arquibancadas  suficientes ficaram claros por volta das 13h, com o esvaziamento da avenida 28 de Setembro. Quase  duas horas antes do início da 2ª parte do evento protagonizado pelas manifestações dos grupos políticos, boa parte do público já havia deixado a festa. 


Olhar 3 Número de estudantes, inclusão de novas peças cênicas, como carros alegóricos, telões,  mais ordem e velocidade nos desfiles, e acomodações para o público são questões que precisam ser debatidas. Gente qualificada não falta na cidade. Só precisa abrir a discussão. 


Olhar 4 Reestruturar a festa de 2020 não é apenas obrigação do poder público preocupado com o conforto da população. Próximo desfile acontece a exatos 5 dias das eleições para prefeito e vereador, quando o eleitor vai dar sua nota nas urnas. 


Olhar 5  A luxuosa presença dos 22 cadetes da Escola de Oficiais da PM, e o aumento da tropa, inclusive com a participação da banda da corporação no desfile de aniversário de Camaçari, teve o decisivo apoio do novo comandante do 12º Batalhão de Camaçari. Há pouco mais de 2 meses no cargo, o tenente-coronel Antônio Souza Sampaio Junior mostrou que não está preocupado apenas com a segurança da população. Festa deste ano também contou pela 1ª vez com representantes das 3 forças. A Marinha desfilou o seu tradicional uniforme branco, enquanto a Aeronáutica e o Exérciuto trouxeram suas bandas. 


Tamanho Demorou, mas saiu a tão esperada unidade do PT de Camaçari em torno do nome da advogada Ivoneide Caetano, candidata das oposições na disputa da sucessão municipal de 2020, contra o demista Antonio Elinaldo. O vereador Téo Ribeiro, último bastão de resistência, oficializou seu apoio no domingo (29), depois de receber o aval do senador e ex-governador Jaques Wagner. 


Tamanho 2  Mesmo anunciado como sem ter moeda de troca para o futuro do petista, acordo que os petistas dizem que tirou Téo da disputa sem que ele saísse ´pequeno` no processo, garante ao decano do Legislativo com seus 5 mandados, a reeleição e a confirmação de seu nome como o candidato a deputado estadual. Segundo apurou o Camaçarico, negociação foi costurada por Wagner, que só neste mês de setembro participou de 4 encontros com petistas de Camaçari. 


Tamanho 3 Mesmo negado oficialmente pela maioria das forças petistas no município, principalmente pelo ex-alcaide Luiz Caetano, a Coluna apurou que sem essa, ou qualquer outra compensação, que passaria também pelo direito de indicar uma secretaria no governo da doutora Ivoneide, Téo não teria como ´sair grande` como diz o próprio Caetano.


Tamanho 4 Ainda segundo essas mesmas fontes, numa conjuntura de vitória de Ivoneide e natural formação de maioria no Legislativo, a indicação do  nome de Téo para a presidência da Câmara de Vereadores, biênio 2020/2022, entraria nessa cota de compensações e reforço do projeto Assembleia Legislativa. 


Tamanho 5 Preterido pela 2ª vez, Téo sonhou ser o candidato a prefeito em 2012, mas terminou sendo rifado por Caetano que escolheu Ademar Delgado. Mais uma vez o petista vê seu nome ser descartado, agora em favor da esposa do chefe, amigo e compadre. Para desfazer esse histórico de perdas e acomodar a base, só um petista com ´palavra` e do tamanho do senador Wagner, candidato à sucessão de Rui Costa em 2022, para tranquilizar Téo e evitar essa perigosa dissidência na base petista de Camaçari. 


The voice O ex-alcaide Caetano segue se comportando como se fosse o dono da bola, do campo e dos uniformes. Mesmo reconhecido como principal e maior liderança das oposições no município, o experiente petista precisa dar espaço para sua candidata e esposa, a doutora Ivoneide. Comandando o microfone do carro de som da sua coligação, Caetano esqueceu uma lição básica. Apresentar a voz da doutora para os centenas de ouvidos que participaram da festa de sábado (28) é lição básica para ajudar a construir uma identificação sonora da sua candidata.


Movimento Quem segue somando novos apoios e prometendo ir até às urnas com tamanho para vencer o demista Elinaldo e a petista Ivoneide é o pepista Fábio Lima. A jovem liderança mostrou que está no jogo pra valer durante desfile de sábado (28), quando reuniu numeroso grupo de apoiadores. Agora é aguardar a movimentação no tabuleiro sucessório para saber se o candidato do partido do vice-governador João Leão é torre ou peão. 


Movimento 2 E o tucano Oziel Araújo segue em alta no quintal oposicionista. Autodeclarado em modo ´stand-by` com a gestão Elinaldo, o vereador tem partido para comandar e se abrigar no time antigovernista. Quem garante o convite com direito a tapete vermelho e poleiro de luxo é o ex-alcaide Caetano. O petista disse ao Camaçarico  que está construindo os primeiros contatos de reaproximação com o ex-companheiro de legenda.


Placar Parece que os técnicos do time azul acordaram, depois da situação de quase empate para o time vermelho, nas festas e manifestações deste setembro de aniversário e desfiles cívicos da cidade. Mesmo com um grande número de apoiadores capitaneados pelo 3 vezes alcaide, o petista Luiz Caetano e sua esposa e candidata a prefeita, Ivoneide Caetano, o time do alcaide Antonio Elinaldo mostrou serviço. 


Placar 2 Com o apoio natural da máquina municipal, prática comum de quem está no poder, partidários do governo acordaram e compareceram em grande número ao desfile. Disputa, que está apenas começando, esquenta com o verão e o calendários de festas católicas e profanas em toda a orla do município. 


Infecção Já está nas mãos do secretário de saúde de Camaçari, doutor Elias Natan, o documento dos dentistas da prefeitura protestando  contra a exoneração da doutora e professora  Adna Barros, do cargo de coordenadora do centro de especialidades odontológicas (CEO). Documento que a Coluna teve acesso, também já circula no grupo de WhatsApp formados mais de meia centena de dentistas da prefeitura.


Infecção 2 Exoneração, oficializada semana passada (Confira), no pacote de punição do alcaide Antonio Elinaldo (DEM) ao hoje não tão aliado vereador Oziel Araújo (PSDB), parece sinalizar que a política miúda orienta e se sobrepõe ao interesse da população. O CEO, diferente da maioria das unidades de saúde do município, exibe números que o empurra para a lista de destaque nacional entre suas congêneres. 


Confira todas as Colunas acessando o link    http://www.camacariagora.com.br/camacari.php


João Leite Filho joaoleite01@gmail.com (Editor)


30/9/2019

Mais Notícias

Desigualdade aumenta no Brasil, diz estudo do IBGE
Obrigada por serem os melhores
SSP investiga atentado contra o deputado Soldado Prisco
Justiça manda interditar sedes das associações de PMs
Marcelo Odebrecht dá aula sobre boas práticas empresariais
Ministério Público aciona governo federal e Ibama por vazamento
Novo Minha Casa foca famílias com renda de até R$ 1,2 mil mensais
Um deputado. E a população em pânico
Desembargadora é investigada por tomar salário de assessor
Justiça manda shopping indenizar cliente por prática de racismo


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2019 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL