Busca:

  Notícia
 
Camaçarico 27 de março 2018


Relógio  O secretário da fazenda de Camaçari, Renato Almeida, deu um prazo para o alcaide Elinaldo decidir se quer  ou não a sua permanência na equipe. Sem arrodeios e de forma tranquila,  Almeida  disse à Coluna, na tarde desta terça-feira (27) que  nas atuais condições, não vale ficar.  Reforma administrativa aprovada pelo Legislativo no ano passado esvaziou a Sefaz e somou mais  engrenagens para a secretaria de governo (Segov), comandada pelo ex-prefeito Helder Almeida. Como antecipou o Camaçarico, o titular da Sefaz não  vai sozinho. Reginaldo Paiva, comandante da pasta da administração (Secad), também deixa Camaçari.


Relógio 2 Não são apenas os ‘ponteiros’ do doutor Renato que consomem o tempo do prefeito Elinaldo. O alcaide vai precisar ajustar, provavelmente até abril, o tic-tac da máquina, que ele jura vai bater no seu ritmo. A Coluna apurou que os titulares da comunicação, o jornalista Biaggio Talento; da procuradoria, Bruno Nova; e o secretário do desenvolvimento econômico (Sedec), Sérgio Vilalva, estão na lista dos que devem deixar seus postos.  


Relógio 3 Outro que sonha assumir os ponteiros da secretaria de governo (Segov) é o atual titular da habitação (Sehab), o vereador licenciado Junior Borges (DEM). Desalojar Helder Almeida da caixa até agora blindada e reconhecida como  titular da engrenagem mais importante da máquina municipal não será tarefa fácil. Com relógios para todos os gostos, a vitrine da boataria fala na ida de Almeida para a Sefaz, com a saída de Renato Almeida.


Fora da UTI Já o doutor Elias Natan, vereador licenciado do PR, fica no comando da secretaria da saúde (Sesau). A insatisfação com o aperto nas contas, as cobranças de aliados, adversários e, principalmente, da população que madruga nos postos de saúde do município, rendeu resultado. Segundo o doutor Natan, os 18%, apenas 3 pontos percentuais acima do mínimo exigido por lei para aplicar na saúde, não garantiria sua permanência na Sesau.


Fora da UTI 2  Natan lembra que em 2017 contou com pouco mais de 21% de orçamento, qualquer coisa perto de R$ 150 milhões, que já não foi a dosagem ideal para um ‘paciente’, como Camaçari, em crescente demanda por serviços e atendimentos. Não seria em 2018, com os custos ainda maiores, que os 18% previstos para este ano seriam necessários. Pressionado, o alcaide Elinaldo vai ter que abrir o cofre, senão o mal estar  não se resume  á saída de Natan. Atinge sua base na Câmara de Vereadores, com  a volta de Niltinho para a suplência.


Juntinhos  O atual vice de Camaçari, José Tude, já deu adeus ao MDB. Como antecipou a Coluna, o 3 vezes alcaide do município assina ficha no DEM, provavelmente nesta quarta-feira (28). Entrada  será abonada pelo  prefeito Antonio Elinaldo  que  deve  assegurar para o novo demista o ‘25.123’, número que disputou nas eleições 2014 para a Assembleia Legislativa.


Juntinhos 2 Em lados diferentes, apesar de alojados na oposição ao então esquema político comandado pelo  ex-prefeito e candidato a deputado federal Luiz Caetano (PT), Elinaldo somou pouco mais de 27 mil votos em Camaçari, 13 mil a mais que Tude, também  postulante a uma das 63 vagas no Legislativo estadual.


Adubo eleitoral A Petrobras vai esperar passar as eleições de outubro para definir o futuro da Nitrofertil. Durante encontro com parlamentares da Bahia e representantes da prefeitura de Camaçari, o presidente da estatal, Pedro Parente, anunciou sobrevida para a planta que produz  fertilizantes, mas que desde 2016 gera prejuízo para os cofres da empresa.


Adubo eleitoral 2 Parente, que é ex-ministro das pastas da casa civil, planejamento  e minas e energia nos governos FHC, prometeu adiar por 120 dias, 4 meses a contar de julho, o início da parada da produção da unidade instalada no polo industrial de Camaçari.


Reprovado  A consolidação do campus da UFBA em Camaçari virou medalha para o DEM, que agora festeja um projeto iniciado na gestão do PT de Ademar e do seu agora ex-tutor, o ex-prefeito e deputado federal Luiz Caetano. Mesmo comandando os governos estadual e federal, onde as coisas da UFBA são finalizadas, os hoje oposicionistas ignoraram o bê-a-bá. Não perderam apenas o vestibular. Deixam sem direito a aprovação uma cidade que já deveria ter sua universidade.


Reprovado 2  Grupo de estudantes e militantes oposicionistas que se concentraram na porta da Cidade do Saber, no começo da tarde de terça-feira (27), está precisando de reciclagem sobre táticas de protesto. Além de chegaram atrasados, promoveram reunião na porta do teatro para debater estratégia. Se ação para atrapalhar o ato de assinatura do Acordo de Cooperação Técnica e Científica entre UFBA e prefeitura de Camaçari fosse prova prática,  grupo levaria nota baixa. 


Confira todas as Colunas acessando o link    http://www.camacariagora.com.br/camacari.php


João Leite - joaoleite01@gmail.com (Editor)


27/3/2018

Mais Notícias

Harry Kane faz 3 gols e assume a artilharia da Copa da Rússia
Postos de trabalho diminuem com aumento do uso do robô
Tráfico de drogas representa 28% das condenações no Brasil
Técnicos e jogadores da seleção blindam Neymar
Professor é profissão escolhida por apenas 2,4% dos jovens brasileiros
Fachin suspende julgamento de pedido de liberdade para Lula
Simpatizantes do PT preferem Marina e Ciro para o lugar de Lula
Cremação do corpo do ex-governador Waldir Pires será domingo
Aline Ouro é eleita rainha do São João de Camaçari
Morre o ex-governador Waldir Pires


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2018 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL