Busca:

  Notícia
 
Empresas de alta tecnologia discutem volta ao trabalho presencial


As grandes companhias de tecnologia estão avaliando o futuro e já discuitem retornos limitados para instalações de tecnologia dispendiosas, onde investiram bilhões. Primeiras a fechar e inicira o trabalho remoto, essas companhias como a Google, Facebook, Apple discutem qual o tamanho desse retorno inaugurado há 15 meses com a pandemia da Covd-19. Reconhecem que 2020 mudou o regime de trabalho das pessoas, e que não haverá possibilidade de voltar atrás, pelo menos não inteiramente.


Essa  realidade nova provocou tensões entre alguns funcionários, enquanto empresas tentam encontrar o equilíbrio preservando o controle entre as exigências dos empregados que se acostumaram a gerir seus próprios locais e horários. Eles expressaram simpatia pelos empregados em fóruns privados e voltaram atrás das ofertas iniciais. 


Agora, muitas companhias decidiram convidar (ou solicitar) seus funcionários a voltar para o escritório alguns dias por semana, em geral três. Algumas, como Google e Apple, estão acrescentando períodos de trabalho remoto, para que as pessoas possam tirar duas ou mais semanas de férias funcionais de onde preferirem. Outras, como o Facebook, estão permitindo que algumas pessoas se habilitem a trabalhar remotamente o tempo todo, com planos de contratar mais gente para fazer isto no futuro.


“O que as chefias precisam compreender é que esta experiência que todos estamos vivendo influi consideravelmente na nossa maneira de pensar a vida como qualquer outro evento mundial na história”, disse Jared Spataro, executivo da Microsoft responsável por tecnologias de trabalho moderno. “Se você tentar administrar uma empresa como em 2019, os funcionários poderão dizer: Eles mudaram; e vocês, não? Então acho que vou ter de mudar alguma coisa”. 


Segundo a Microsoft anunciou, a maioria dos seus funcionários poderá trabalhar remotamente até 50% do tempo depois que os escritórios estiverem totalmente abertos, desde que as suas funções o permitam e os funcionários assim preferirem. A companhia, como o Slack e o Twitter, realizou uma pesquisa entre os seus empregados para saber como eles queriam que fosse a sua vida de trabalho depois da pandemia. Em todas as empresas, muitos querem voltar para o escritório pelo menos em tempo parcial, e uma pequena parcela quer voltar em tempo integral.


Alguns funcionários do Facebook não estão satisfeitos com o sistema que escolhe quem pode trabalhar totalmente em casa. A companhia permite que apenas os funcionários com determinados níveis de experiência se candidatem, embora isto varie de um departamento para outro. Segundo o Facebook, das pessoas que se candidataram ao trabalho totalmente remoto até o momento, cerca de 90% foram aprovadas. 


Os planos do Google preveem que a maioria dos funcionários vá ao escritório três dias por semana, embora 20% do staff possa acabar trabalhando permanentemente em casa, e outros 20% possam mudar de escritório. Na companhia, ainda não está claro quais serão exatamente as expectativas e como serão diferentes entre os locais de trabalho e as equipes, disse um funcionário da área de engenharia que pediu para não ser identificado.


 A Apple disse que os funcionários voltariam ao escritório em setembro e que deveriam ir ao escritório três dias por semana. Trabalhar em casa será possível somente às quartas e sextas-feiras.


Os investimentos  no trabalho presencial não foram pequenos. A Apple gastou US$ 5 bilhões em suas instalações de Cupertino, na Califórnia, que lembram uma nave espacial. O Google está trabalhando no projeto de um edifício de mais de 55 mil metros quadrados em Mountain View e em instalações de 32,400 hectares, aproximadamente em San Jose. 


O Facebook expandiu recentemente as instalações acrescentando novos edifícios de Frank Gehry em Menlo Park. A Amazon nunca fechou totalmente suas instalações urbanas de 1,22 milhão de metros quadrados de Seattle, pontilhadas de torres de escritórios, que alguns trabalhadores continuaram frequentando durante a pandemia. A companhia está construindo uma segunda sede na Virgínia do Norte, onde afirma que investirá US$ 2,5 bilhões. Estadão

Mais Notícias

PF não tem registros de investigações sobre fraudes na urna
Pandemia desemprega quase 400 trabalhadores por hora, diz estudo
Conta de luz pode continuar na ´bandeira vermelha` até novembro
Meus trinta e um anos
Camaçari registra 40 novos casos de Covid-19 em 24h
Bares e restaurantes ganham novo horário com redução do toque de recolher
Anticorpos de quem teve Covid não protegem contra nova variante
Câmara de Camaçari treina servidor com moderno sistema digital
Camaçari registra 58 novos casos de Covid-19 em 24h
OAB discute medidas judiciais contra condomínio de Busca Vida


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2021 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL