Busca:

  Notícia
 
Construção de anexo do TJ-BA fica mais cara e sobe para R$ 68 mi

A obra do prédio anexo do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) vai custar ao menos R$ 68,7 milhões. A construção do prédio, teve seu custo elevado em 17,73% do orçamento, um aumento equivalente a R$ 10,3 milhões em relação aos R$ 58,4 milhões. Ampliação  será destinada as unidades administrativas da Corte. Inicialmente o valor orçado era de R$ 53 milhões.


A Construtora Andrade Mendonça arrematou a licitação com uma proposta de construção do imóvel por R$ 58,4 milhões, apesar da constrotura MDP ter apresentado um valor inferior, de R$ 50,5 milhões. A licitação realizada no ano passado previa o orçamento máximo de R$ 60,2 milhões. Um aditamento contratual publicado nesta sexta-feira (14), contudo, prevê elevação desse valor para R$ 68,7 milhões.  


O edital da licitação previa um gasto de até R$ 60 milhões. O aditamento é diante do acréscimo de serviços na obra. De acordo com o TJ-BA, “no transcorrer de execução de obras, é comum haver a necessidade de ajustes e adequações para melhor atender ao projeto final”. A Corte baiana ainda diz que o reajuste de 17,73% está “dentro do parâmetro legal”, como previsto na Lei 9.433/05, que dispõe sobre licitações de obras públicas. 


O artigo 144 do referido dispositivo aponta: “O reajustamento dos preços contratuais, previsto nesta Lei, deverá retratar a variação efetiva do custo de produção, optando a Administração pela adoção dos índices específicos ou setoriais mais adequados à natureza da obra, compra ou serviço, sempre que existentes”. O limite na Lei de Licitações para aditamentos e reajustes nos contratos é de 25%. 


O contrato da Andrade Mendonça foi homologado em outubro de 2018. A obra foi iniciada no dia 22 de outubro. O prazo previsto para entrega do prédio anexo está prevista para julho deste ano, mas a expectativa é que a inauguração aconteça no dia  11 de agosto, Dia da Magistratura. Com informações do site Bahia Notícias

Mais Notícias

Começa segunda-feira o cadastro para o transporte universitário
Camaçarico 16 de julho de 2019
Procurador pede passagem e festeja não ter sido punido
Governo suspende convênio que produzia 19 remédios para o SUS
Consumidor já pode evitar ligações indesejadas de operadoras
Vale vai indenizar cada familiar de vítima com R$ 700 mil
Barragem que se rompeu foi construída sem fundação
Quase metade dos correntistas não sabe quanto paga de tarifa
Dívidas coloca ex-capitão da seleção na lista dos inadimplentes
Casas atingidas pela enchente em Coronel João Sá serão demolidas


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2019 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL