Busca:

  Notícia
 
MP aciona Téo, Marcelino e Oziel por gasto excessivo de combustível


Téo Ribeiro, José Marcelino e Oziel Araújo comandaram o Legislativo entre 2013 e 2018

Os ex-presidentes da Câmara de Camaçari, Teo Ribeiro e José Marcelino, do PT e o tucano Oziel Araújo foram acionados pelo Ministério Público de Camaçari por improbidade administrativa e quebra dos princípios da administração pública. 


De acordo com a ação civil pública assinada pelo promotor Everardo Yunes, os 3 vereadores que presidiram o Legislativo entre  2013 e 2018  firmaram contratos com a empresa Nutricash Serviços LTDA para o fornecimento de tickets de combustível para a Casa Legislativa em valores “excessivos”. 


Na ação, que também  inclui a empresa, o MP de Camaçari estima que o prejuízo aos  cofres públicos foi de cerca de R$ 3,5 milhões


Na ação, o promotor registra que a Câmara de Vereadores de Camaçari contava com a mesma frota de 30 veículos locados em todas as três legislaturas. Tomando como base os gastos apurados pelo Tribunal de Contas dos Municípios e a média de consumo de 10 quilômetros por litro, estimada pelo Instituto Nacional de Metrologia (Inmetro) para veículos do padrão usado pela Casa Legislativa, em 2014, os veículos teriam percorrido mais de 188 mil quilômetros por mês.


 Ainda segundo o mesmo cálculo, essa média subiu  para cerca de 230 mil quilômetros mensais em 2015,  239 mil quilômetros  mensais nos anos  de 2017 e 2018.  Essa  quilometragem,  “levando em conta os valores gatos em apenas um mês do ano de 2018, a distância percorrida seria o equivalente a seis voltas ao mundo”, diz o promotor. Com informações do site do MP-BA

Mais Notícias

Desigualdade aumenta no Brasil, diz estudo do IBGE
Obrigada por serem os melhores
SSP investiga atentado contra o deputado Soldado Prisco
Justiça manda interditar sedes das associações de PMs
Marcelo Odebrecht dá aula sobre boas práticas empresariais
Ministério Público aciona governo federal e Ibama por vazamento
Novo Minha Casa foca famílias com renda de até R$ 1,2 mil mensais
Um deputado. E a população em pânico
Desembargadora é investigada por tomar salário de assessor
Justiça manda shopping indenizar cliente por prática de racismo


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2019 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL