Busca:

  Notícia
 
TCM condena Caetano em mais uma ação por improbidade


Repasses considerados irregulares foram praticados em 2006 e teriam beneficiado o Camaçari Futebol Clube

O ex-prefeito de Camaçari, o  atual deputado federal  Luiz Caetano (PT) terá de devolver aos cofres públicos  R$176.317,04, acrescidos  de correção, por uso irregular de recursos do município para  financiamento de atividade  esportiva. A decisão, que cabe recurso, é do  Tribunal de Contas dos Municípios. O parecer do conselheiro Paolo Marconi, aprovado por unanimidade na sessão  de quarta-feira (23/05), se baseia na falta de comproivação  da habilitação do Camaçari Futebol Clube como entidade  entidade civil sem fins lucrativos e capaz de receber os recursos repassados por Caetano. 

O TCM também considerou que os gastos foram realizados em desvio de finalidade, pois a concessão de subvenções sociais visa a prestação de serviços essenciais de assistência social, médica e educacional. Os recursos foram repassados em 2006 pela prefeitura ao clube de futebol que representou o município no campeonato baiano mediante termo de convênio sob a alegação de que o objetivo era “assegurar a participação do clube em eventos esportivos, divulgando a logomarca do município nos uniformes de seus jogadores”.

De acordo com parecer do conselheiro, o ex-prefeito não conseguiu comprovar a legalidade das despesas, já que apresentou apenas cópias das notas fiscais e dos recibos, sem a exibição  de documentos que comprovassem a habilitação do clube.

Em parecer, a assessoria jurídica do TCM afirmou que “se reveste de irrazoabilidade e ilegitimidade a atuação do governo municipal no sentido de abrir seus cofres para manter, ainda que temporariamente, clubes de futebol profissional – não obstante o fato de que as administrações dessas entidades não podem e não devem sofrer influências da administração pública, muito menos receber verbas para manutenção ou fomento”.

Mais Notícias

Servidores ocupam Assembleia contra pacote de Rui Costa
Moro culpa políticos por omissão no combate a corrupção
Brasil projeta safra recorde de 238 milhões de toneladas de grãos
Assessor de Bolsonaro recebia depósitos em dia de pagamento
Futura ministra de Bolsonaro se diz vítima das feministas
Camaçarico 11 dezembro 2018
Receita cobra de Neymar quase R$ 70 milhões de multas
Número de filhos reduz salário da mulher trabalhadora
Coaf vê padrão no movimento bancário de assessor de Bolsonaro
Polícia Federal vasculha endereços de Genito Gama


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2018 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL