Busca:

  Notícia
 
Empresária acusa promotor de corrupção e lavagem de dinheiro

Ministério Público do Estado da Bahia vai apurar as denúncias  contra o promotor Everardo Yunes, do MP de Camaçari. Ele está sendo acusado pela empresária do ramo imobiliário Adriana Almeida da Anunciação da Cunha de agir em conjunto com sua esposa, a advogada Fernanda Manhente.  Acusado pela empresária por crimes de corrupção passiva, obtenção de vantagem e lavagem de dinheiro, o representante do MP também terá a denúncia apurada pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).


A denúncia foi feita pela empresária nesta quinta-feira (21), através de uma carta onde a empresária acusa o promotor Everardo Yunes e sua esposa de prática criminosa. Segundo o documento divulgado pelo site Bahia no Ar, a empresária teria contratado os serviços da advogada Fernanda Manhente, esposa do promotor. Ainda de acordo com a denúncia, a contratação da advogada se deu justamente porque ela, por ser esposa do promotor, conseguiria facilitar um desfecho favorável com o arquivamento da ação penal datada de 2015 que a empresária e o marido dela, citado apenas como Joel, são réus.


Na carta enviada ao corregedor do Conselho do Ministério Público e datada de 8 de novembro deste ano, a empresária também cita local do encontro e valores dos serviços advocatícios. Segundo ela, a advogada teria cobrado R$ 80 mil por todo o trabalho e um pagamento inicial de R$ 50 mil. Nessa primeira reunião, realizado no dia 13 de junho de 2015, segundo relata na carta, a empresária pagou apenas R$ 30 mil em cheque, com a promessa de pagar o restante posteriormente.  Na sua acusação a empresária informa que o cheque foi  compensado na conta do promotor, além de relatar telefonemas dela cobrando resultados da advogada. Também  assegura que recebeu  ligações ameaçadoras feitas pela advogada, para que efetuasse o restante do pagamento.


A carta e outros documentos, inclusive cópia do cheque  de R$ 30 mil  foram enviados pelo Juiz de Direito Ricardo Dias de Medeiros Netto, da 1ª Vara Crime de Camaçari/BA. No ofício datado do dia 5 de novembro, o magistrado pede a apuração  da participação do promotor ao presidente do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), procurador-geral da República, Augusto Aras.


O Ministério Público da Bahia também se manifestou através de nota.  Esclarece que o “possível envolvimento“ do promotor Everardo Yunes será apurado pela Corregedoria-Geral do MP e Procuradoria-Geral de Justiça da Bahia. Na nota o MP informa ainda que colaborará com “eventuais apurações” do CNMP. Leia a íntegra da nota


 


Nota de esclarecimento


O Ministério Público do Estado da Bahia esclarece que teve conhecimento nesta quinta-feira, dia 21 de novembro, por meio de notícia veiculada por órgão da imprensa, de denúncia realizada por Adriana Almeida Anunciação da Cunha sobre suposta atuação ilegal da advogada Fernanda Marques, com possível envolvimento de seu esposo, o promotor de Justiça Everardo Yunes. As informações serão imediatamente apuradas nos âmbitos da Corregedoria-Geral do Ministério Público e da Procuradoria-Geral de Justiça da Bahia. A instituição reafirma que não coaduna com qualquer prática ilegal de quem quer que seja e que, portanto, a apuração para esclarecimento dos fatos será absolutamente criteriosa e célere. De igual modo, o Ministério Público baiano colaborará com eventuais apurações do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), para onde o juiz da 1a Vara Crime de Camaçari encaminhou a representação recebida.


Atenciosamente,


Assessoria de Imprensa


Ministério Público do Estado da Bahia

Mais Notícias

Tribunal de Justiça da Bahia inocenta ex-secretária de Camaçari
Camaçarico 9 dezembro de 2019
Professor terá canal para informar descuido de pais com alunos
Moro é o ministro mais bem avaliado pela população, diz Datafolha
Brasil cai para 79º lugar no Índice de Desenvolvimento Humano
Bolsonaro melhora na economia mas sofre desgaste com corrupção
Salvador está entre as 6 capitais que reduziram mortes no trânsito
Mais dois índios são mortos no Maranhão
Morre Mãe Tatá do terreiro Casa Branca do Engenho Velho
Pesquisa mostra Lula, Moro e Bolsonaro em situação de empate


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2019 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL