Busca:

  Notícia
 
Camaçarico 22 janeiro 2019



Reprovada  A Escola Municipal de Educação Infantil da Nova Vitória, em Camaçari, é o que se poderia chamar de modelo mundial de atendimento a crianças. Com 2 salas de aula, binquedoteca e cerca de 40 alunos, a creche que cuida de meninos e meninas de 2 e 3 anos, possui uma média de nada menos que quase 4 profissionais por cada aluno. 


Reprovada 2  Localizada num dos bairros mais violentos do município e dona de uma altíssima média de profissionais por aluno, números sobre a unidade, que em tese provocaria inveja a qualquer modelo de educação em todo o mundo, na verdade não passa de um abrigo seguro para apadrinhados e protegidos do governo municipal que sequer trabalham ou comparecem a unidade.


Reprovada 3  A creche da Nova Vitória exibe números que não apenas assustam e envergonham qualquer educador comprometido com a verdade. Empurram a professora doutora e especialista em gestão educacional, Neurilene Martins, titular da secretária de educação (Seduc), para a coluna dos reprovados por improbidade administrativa.


Reprovada 4  Levantamento feito pelo Camaçarico, com base nos dados públicos postados no site do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), mostra que em outubro de 2018, último mês informado pela Seduc ao FNDE, a creche da Nova Vitória possuía 145 pessoas na sua lista de servidores. Generosa, abriga 74 com magistério e outros 71 classificados como profissionais de apoio, como secretárias, merendeiras, auxiliares de assistência educacional, manutenção, multimeios didáticos e de infraestrutura.


Reprovada 5  Na planilha enviada ao governo federal pela pasta da doutora Neurilene, a creche Nova Vitória também chama a atenção pelo tamanho da dedicação dessa equipe. Ainda de acordo com o site do FNDE, cerca de 70% dos listados na creche possuem carga horária máxima de 40 horas. Ou seja, trabalham 8 horas por dia de segunda a sexta.


Reprovada 6  A Creche da Nova Vitória não se destaca apenas pelo seu grande número de servidores. Também desafia as leis da física. Parece ser um problema  acomodar todos os 145 servidores, junto com os 40 alunos, nas salas, cada uma  com 30 metros quadrados. 


Reprovada 7 Esse número de servidores 'trabalhando' na creche já foi maior. Em janeiro do ano passado o sistema de informação sobre orçamentos públicos em educação do FNDE, o Siope, mostrava que a Nova Vitória possuía 265 profissionais lotados. Os números de todas as 105 unidades escolares do município, até outubro de 2018, última informação postada no site, pode ser acessado pelo link do FNDE (Confira). 


Reprovada 8  A folha da Escola Municipal de Educação Infantil da Nova Vitória também exibe números grandiosos. Em outubro foram gastos mais de R$ 300 mil com salários que variam, ainda segundo a lista do FNDE, de R$ 728 a quase R$ 12 mil. Continha rápida mostra que a unidade se supera nos recordes. Dividindo esse total gasto com salários pelas 40 crianças atendidas, creche representa uma despesa de cerca de quase R$ 8 mil por aluno. Se fosse cobrar mensalidade, taxa da creche não ficaria menor que R$ 10 mil, valor igual ao pago por 1 estudante de medicina.


Reprovada 9 Para se ter uma ideia da superlatividade dos números da Escola Municipal de Educação Infantil da Nova Vitória, o Colégio Municipal São Thomaz, com cerca de  900 alunos, portando com quase 30 vezes mais matriculados que a unidade localizada no bairro Nova Vitória, possui cerca de 60 profissionais, entre professores e equipe de apoio nos seus 3 turnos. Isso representa uma média de 15 alunos para cada profissional no São Thomaz, portanto dentro dos parâmetros definidos Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB). 


Reprovada 10 Já na planilha enviada ao governo federal pela equipe chefiada pela doutora Neurilene, a proporção da creche Nova Vitória supera qualquer proposta de educação com acompanhamento que se tem notícia no sistema público. Lá, a divisão dos 40 alunos pelos 145 profissionais lotados indica uma média de quase 4 profissionais por cada aluno.


Reprovada 11 Mas, a Escola Municipal de Educação Infantil da Nova Vitória real, que tem professores dedicados, direção comprometida e servidores cuidadosos com seus alunos, segue distante da escola de mentirinha da Seduc. A Coluna apurou que os 40 alunos são atendido em tempo integral por 3 professores, duas assistentes e uma equipe de apoio com merendeira, administrativo e vigilância que não somam 15 pessoas, portanto menos de 10% do batalhão lotado na creche como mostram os números oficiais do governo federal.


Reprovada 12 Como a lista enviada ao governo federal é uma mera fantasia, cabe a doutora Neurilene explicar quem são, onde estão lotados, o que fazem, se trabalham, ou são fantasmas. É sempre bom lembar o artigo 37 da Constituição Federal que exige do servidor público o respeito aos princípios da 'Legalidade', da 'Impessoalidade', da 'Moralidade', da 'Publicidade' e da 'Eficiência'.  


Confira todas as Colunas acessando o link    http://www.camacariagora.com.br/camacari.php 


João Leite Filho joaoleite01@gmail.com (Editor)


22/1/2019

Mais Notícias

Maurício Bacelar é o novo diretor da Agência de Defesa Agropecuária
Assassino de Moa do Katendê vai a juri popular em setembro
Governo gastou R$ 1,6 bilhão com vantagem para servidor
Levy deixa o BNDES depois de críticas do presidente Bolsonaro
Construção de anexo do TJ-BA fica mais cara e sobe para R$ 68 mi
Rodrigo Maia diz que governo Bolsonaro é usina de crises
Ballace exibe performances afro e batalha de estilos livres
Novas gravações mostram Moro orientando procuradores
Greve geral fecha a Via Parafuso e acessos ao polo industrial
Lula quer voltar ao poder para rever e refazer as coisas


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2019 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL