Busca:

  Notícia
 
Camaçarico 20 de janeiro 2021


Atropelo  Os reflexos da decisão da Ford de acabar com sua produção de veículos no Brasil, em especial em Camaçari, também começam a ser sentidos fora da cadeia direta das empresas metalúrgicas. Na base do sindicato dos trabalhadores da indústria química (Sindiquímica), as empresas Faurecia, Prod Master e Hober Bahia começam a efetuar demissões.


Atropelo 2 Estrago, vai além da base dos químicos, com o fechamento da Plezer e a demissão de trabalhadores ligados ao Sindtextil. Baques também começam a ser sentidos no Sidborracha, com cortes de postos de trabalho nas fábricas de pneus Continental e Bridgestone. No segmento dos rodoviários o atropelo atinge significativo número de postos de trabalho com o fim de parte do sistema de empregados da montadora por vans, carros e ônibus, avaliam sindicalistas ouvidos pela Coluna


Atropelo 3  O ´cavalo de pau´ dado pela Ford não mexe apenas com o emprego e a renda dos trabalhadores da montadora. Efeito deve atingir o próprio sindicato dos  metalúirgicos de Camaçari (StimCamaçari). Segundo informações postadas no site da entidade, e antecipado pelo Camaçarico (Confira) “perda representa 98% do valor da receita, praticamente inviabilizando o funcionamento da entidade sindical.”


Atropelo 4 Sem recursos para se manter, sindicato também não tem como assegurar o funcionamento do Metal Clube, em funcionamento desde 2014, na localidade de Jauá, orla do município. Grande espaço de lazer, encontro e fortalecimento de vínculos da categoria metalúrgica de Camaçari também deixa de existir. Assim como o StimCamaçari, clube também terá de demitir.


Conta de somar  Agora, sem a Ford, e a consequente perda de cerca de 10% da sua receita, a prefeitura de Camaçari vai precisar redesenhar sua ´planta` com a ampliação do foco em setores potenciais como o turismo. A troca da técnica Lucia Bichara, que foi para a subsecretaria, para dar lugar a odontóloga Cristiane Bacelar (Cidadania), derrotada nas urnas para vereadora, vai precisar ir além da acomodação dos aliados. 


Conta de somar 2 A Irmã do deputado federal Jonga Bacelar (PL) vai precisar usar essa força para atrair recursos para projetos no município e tirar do papel projetos prontos para execução. Uma coisa é a vocação turística de Camaçari com seus 42 quilômetros de orla e um rico ecossistema que inclui dunas, rios e matas. Outra, totalmente diferente é transformar esse potencial em destino turístico, com geração de emprego e renda para a população. 


Compromisso  Depois de cerca de 20 dias longe da rotina do poder, o alcaide Antonio Elinaldo (Democratas) deve retomar suas atividades até a próxima segunda-feira (25). Na prioridade da agenda, conversas com os aliados dos 5 partidos da base (Democratas, Cidadania, PSDB, Republicanos e PSL). O tema não poderia ser outro: acomodação na máquina municipal dos candidatos a vereador derrotados nas eleições de novembro. 


Flácido Se quiser mesmo ser o nome do alcaide Antonio Elinaldo para a sua sucessão em 2024, o vereador licenciado e agora secretário de esportes e juventude (Sejuv), Jorge Curvelo (Democratas) vai precisar começar imediatamente um intenso regime de malhação.


Flácido 2 A ausência de um ´personal` e seu respectivo  projeto ficou clara na sua primeira aparição como secretário. Curvelo entrou e saiu da Feira de Camaçari, ao lado da sua ex-auxiliar e agora titular da pasta de serviços públicos, Arlene Rocha, sem oferecer nada.


Flácido 3 Afastado do Legislativo, onde as promessas são sempre muitas, o secretário Jorge Curvelo não soube capitalizar o cargo de mando e decisão. Sequer apresentou um projeto de ginástica laboral para atender as centenas de permissionários da feira. 


Procedimento  A secretaria de saúde de Camaçari segue se superando. Depois da sequência de erros sobre os números de novos casos de Covid-19 no município, a Sesau volta a se atrapalhar e publica imagem inadequada e fora de contexto. Na página 24 do seu Manual de Procedimentos Operacionais Padrão (POP) para unidades de atenção básica, publicado no Diário Oficial Nº 1581, de 18 janeiro 2021 (Confira), a Sesau traz como ilustração para sinais vitais, a árvore símbolo da gestão do alcaide antecessor. Única explicação para descuido é o ´control c + control v` de alguma antiga publicação da gestão Ademar Delgado. 


Confira todas as Colunas acessando o link    http://www.camacariagora.com.br/camacari.php


João Leite Filho joaoleite01@gmail.com (Editor)


20/1/2021

Mais Notícias

Camaçari fecha comércio e proíbe venda de bebidas alcoólicas
Governo prepara MP que permite mudanças trabalhsitas
Camaçari registra 233 novos casos e 7 óbitos pela Covid em 24h
Sem Política, a Guerra se apresenta!
Juízes criticam decreto que simplifica regras trabalhistas
Camaçari fecha comércio e proíbe venda de bebidas alcoólicas
Camaçari registra 234 novos casos de Covid-19 em 24 horas
Brasil perde pontos no ranking global de reputação e governança
Deputados aceleram votação da PEC que amplia imunidade
Elinaldo defende compra conjunta de vacina contra a Covid-19


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2021 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL