Busca:

  Notícia
 
Brasil tem dois na lista dos 100 mais influentes do mundo


O influenciador digital Felipe Neto e o presidente são citados pela revista Time

O presidente Jair Bolsonaro e o influenciador digital Felipe Neto são os únicos brasileiros entre as 100 pessoas mais influentes do mundo em 2020. Lista elaborada pela revista Time inclui o presidente na categoria "Líderes". Já o influenciador digital Felipe Neto, de 32 anos, foi incluído na categoria "Ícones". A revista destaca seus 51 milhões de seguidores nas redes sociais - 39 milhões no YouTube e 12 milhões no Twitter.


A lista dos 100 mais influentes é publicada pela revista “Time” desde 2004. Bolsonaro também havia sido incluído na lista dos cem mais influentes em 2019. Dilma Rousseff foi citada em 2011 e 2012, e o ex-presidente Lula, em 2004 e 2010.


O editor de internacional da revista Time, Dan Stewart, que escreveu o perfil do presidente brasileiro, atribui o percentual de apoio a Bolsonaro, o maior desde que ele assumiu o cargo no início do ano passado, à ajuda emergencial paga aos mais pobres durante a pandemia e aos seus seguidores fervorosos.


Bolsonaro foi citado ao lado de nomes como dos presidentes dos Estados Unidos, Donald Trump, e da China, Xi Jinping, a chanceler alemã, Angela Merkel, e o candidato democrata à Casa Branca, Joe Biden.


Já Felipe Neto é citado ao lado de nomes como Alicia Garza, Patrisse Cullors e Opal Tometi (fundadoras do movimento Black Lives Matter), a professora americana Angela Davis e a jogadora de futebol dos EUA Megan Rapinoe, entre outras celebridades. G1

Mais Notícias

Mega Sena acumula e paga R$ 54 milhões no sábado
Bolsonaro recua e suspende decreto de privatização da saúde
Camaçari registra 15 novos casos de Covid em 24 horas
Candidato a vereador é baleado em Camaçari
TSE cassa mandato de Marcel Moraes por abuso de poder
Inflação para os mais pobres é 3 vezes maior que para os ricos
Rede faz ato contra mudança nas regras eleitorais em Camaçari
Camaçari registra 11 novos casos de Covid-19 em 24 horas
Camaçarico 27 de outubro 2020
Atrasos podem deixar 17 milhões sem as 9 parcelas do auxílio


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2020 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL