Busca:

  Notícia
 
Inflação atinge população de baixa renda com mais intensidade

A  população de baixa renda foi maior vítima da inflação  de julho, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (5) pela Fundação Getulio Vargas (FGV). O Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1) — que mede a variação de preços de produtos e serviços para famílias com renda entre 1 e 2,5 salários mínimos ficou em 0,50% no mês, acumulando alta de 1,66% no ano, e de 3,08% em 12 meses.


Já o IPC-Br, que mede a variação de preços para famílias com renda de 1 a 33 salários mínimos mensais, ficou em 0,49% no mês passado, acumulando alta de 1,04% no ano e de 2,40% em 12 meses.


O indicador mostrou taxas mais altas em 4 das 8 classes de despesas na passagem de junho para julho. As maiores acelerações foram em habitação (de 0,07% para 0,90%) e saúde e cuidados pessoais (de 0,11% para 0,54%). Também registraram altas a tarifa de eletricidade residencial (de -0,88% em junho para 2,33% em julho), artigos de higiene e cuidado pessoal (de -0,64% para 0,52%), serviço de reparo em automóvel (de 0,12% para 0,94%) e conserto de bicicleta (de 0,51% para 1,57%). G1

Mais Notícias

Camaçari registra 31 novos casos de Covid-19 em 24h
Mega Sena acumula e tem prêmio de R$ 50 milhões no sábado
Volks reconhece apoio à ditadura e faz acordo de R$ 36 milhões
População mais pobre corre mais risco de ser infectada pela Covid
Quanto você realmente deve?
Camaçari registra 17 novos casos de Covid-19 em 24h
Bahia registra a maior taxa de desempregados do Brasil
Cabo eleitoral
Brasil precisa de mais água potável para atender população
Brasil tem dois na lista dos 100 mais influentes do mundo


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2020 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL