Busca:

  Notícia
 
STJ derruba liminar que garantia candidatura a reeleição de Caetano


O Superior Tribunal de Justiça (STJ) derrubou a decisão da Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) que assegurava o registro da candidatura a reeleição do deputado federal Luiz Caetano (PT). A decisão proferida pela Ministra do STJ e relatora, Assusete Magalhães, datada de quarta-feira (19/9), coloca o ex-prefeito de Camaçari novamente na lista dos inelegíveis com base na Lei da Ficha Limpa. 


A medida atendeu pedido do Ministério Público da Bahia (MP-BA) que defendia a condição de inelegível do parlamentar  por crime de improbidade administrativa e sua condenação por um colegiado de juízes (Segunda Instância).  


Para que a  decisão  seja confirmada, a coligação Unidos para Mudar a Bahia, formada pelo DEM, PRB, PV e PSDB,  solicitou na quinta-feira (20) a manifestação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA). 


O ex-prefeito de Camaçari foi condenado em Segunda Instância por  crime contra os cofres públicos.  A condenação, que  colocava o ex-prefeito na Lei da Ficha Limpa, também mandou Luiz Caetano devolver aos cofres públicos R$ 304 mil por contratação, sem licitação, em 2007,  da Fundação Humanidade Amiga (Fhunami), para  a fabricação de  fardamentos e material escolar. Investigação do MP mostrou que a Fhunami não possuía histórico de produção desse qualquer tipo de produto, promovendo apenas atividades artísticas. 


Em agosto o deputado teve sua candidatura mantida graças a decisão monocrática da desembargadora Maria das Graças Osório, 2ª vice-presidente do TJ-BA, que deferiu o pedido de efeito suspensivo da aplicação da Lei da Ficha Limpa apresentado pela defesa do parlamentar.

Mais Notícias

Servidores ocupam Assembleia contra pacote de Rui Costa
Moro culpa políticos por omissão no combate a corrupção
Brasil projeta safra recorde de 238 milhões de toneladas de grãos
Assessor de Bolsonaro recebia depósitos em dia de pagamento
Futura ministra de Bolsonaro se diz vítima das feministas
Camaçarico 11 dezembro 2018
Receita cobra de Neymar quase R$ 70 milhões de multas
Número de filhos reduz salário da mulher trabalhadora
Coaf vê padrão no movimento bancário de assessor de Bolsonaro
Polícia Federal vasculha endereços de Genito Gama


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2018 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL