Busca:

  Notícia
 
Camaçarico 12 de abril 2017


Palmatória Numa tentativa quase juvenil de mostrar que está andando, a secretaria de desenvolvimento social (Sedes), anuncia prazo recorde de matrícula e início das aulas na Casa da Criança e do Adolescente. Filho do descuido denunciado pela Coluna (Confira), atropelo no cronograma que deveria ter sido montado entre janeiro e fevereiro prevê matrículas nesta semana apertada pela Quaresma e início das aulas no dia 19. 


Palmatória 2 Confirmado os prazos e o início das aulas, alunos continuarão sendo tratados como cidadãos de 2ª categoria no processo de inclusão de crianças e jovens que o município deveria patrocinar como forma de reduzir os danos causados pela desigualdade social. Sem nenhuma diferença dos governos anteriores, a Casa da Criança segue como marca negativa na contraditória Camaçari sede do maior complexo industrial integrado do Hemisfério Sul e uma das maiores arrecadadoras de impostos do país. 


Palmatória 3 Muito mais que resolver questões imediatas e simples como material para trabalho dos educadores e estrutura de apoio pedagógico e de limpeza, o alcaide Antonio Elinaldo (DEM), filho e eleito por essa Camaçari desigual, precisa resgatar a dignidade do espaço e incluí-lo no século 21. Sem internet e sequer 1 computador para que seus alunos se conectem com o presente e o futuro, Casa da Criança segue o modelo de educação do século passado.


Palmatória 4 Desaparelhada e vivendo na era analógica, Casa termina virando um depósito de jovens atraídos pelos cursos de música e dança. Mesmo conectados e preparados, educadores seguem amarrados aos velhos métodos e distantes da possibilidade de compartilhar com seus alunos essas novas tecnologias. O resultado é uma inclusão meia-boca, que não passa de um processo elitista e de redução das chances desses meninos e meninas pobres aprenderem a andar e disputar na Camaçari do futuro.


Palmatória 5 O mais grave em todo esse processo é constatar que a unidade instalada na Rua do Telégrafo não é mais o ‘primo pobre’ dos programas de inclusão de jovens carentes de Camaçari. Agora se iguala à sua vizinha de logradouro, a outrora rica e gastadora Cidade do Saber. Graças a baixa capacidade de seus novos gestores de trabalharem pela cidade e superarem a imediatista e daninha política miúda do fortalecimento de seus grupos, o equipamento segue o mesmo caminho sem futuro da Casa da Criança.


Números  A eleição do vereador Jackson Josué, para presidente do diretório municipal do PT de Camaçari, e do vice, Bispo da Cultura, apresentou pode até ter registrados  estatística crescente em relação ao pleito de 2014, mas segue longe de mostrar revigoramento do PT de Camaçari.


Números 2 Diferente dos 870 comparecimentos e com disputa de chapas, vencida pelo também edil, José Marcelino, a escolha consensual de domingo (9), somou 1.101 presenças. O crescimento, reconhecem fontes petistas ouvidas pela Coluna, não pode ser identificado como fortalecimento do PT no município. Mesmo com a anistia dada a todos os militantes que puderam comparecer independente dos débitos com as obrigações partidárias, quorum foi baixo. Partido conta hoje com cerca de  3.700 filiados, sendo que cerca de 500 não estavam habilitados para votar por tempo de filiação. Por essa conta, pouco mais de 3 mil estariam aptos a votar, mas apenas cerca de 30% apareceram.


Números 3 Dos 1.101 votos, a chapa do liderado do ex-prefeito e deputado federal Luiz Caetano garantiu 1.069 apoios. Foram registrados 24 votos nulos e 17 brancos.


Números 4 Longe do consenso da municipal, onde  Caetano tem quase que total controle dos grupos decisórios, o quadro ganhou outra conotação na disputa para o diretório estadual. Os caetanistas garantiram 687 votos para a tendência petista EPS (esquerda popular socialista), que tem como  grande liderança no estado o deputado Valmir Assunção.


Números 5 A 2ª mais votada pela militância de Camaçari, com 250 votos, foi a chapa ‘Muda PT’, apoiada pela prefeita Moema, pelo estadual Bira Coroa e pelos federais Pelegrino, Jorge Sola e Afonso Florence. Em 3º lugar, com 117 votos, ficou a chapa da CNB (construindo um Brasil novo), liderada pelo ex-governador Jaques Wagner e pelo federal licenciado Josias Wagner. Até o fechamento da Coçluna, a disputa que definiria a o  nome que ira  substituir Everaldo Anunciação na presidência estadual, seguia embolada por questionamentos eleitorais.


Pecado  Distante dos ensinamentos da ‘Bíblia’ da nova gestão, o alcaide Antonio Elinaldo (DEM) nem precisa dos chamados 'fariseus da oposição'. Divisão entre seu próprio grupo se encarrega de blasfemar o mandato. O mais novo desgaste foi a exoneração após menos de 30 dias da nomeado de Maurício Santa Fé. O pastor-chefe da igreja Comunidade Evangélica da Restituição perdeu o cargo depois de postar fotos de um encontro religioso, semana passada em Los Angeles (Estados Unidos), em sua página no Facebook.


Pecado 2 Nomeado no dia 1º de março, conforme publicação na edição nº 718 do Diário Oficial do Município, e exonerado no DO seguinte (nº 719), Maurício teve direito a receber apenas os cerca de R$ 5 mil referentes ao salário de março. O ex-genro do vice-prefeito, José Tude (PMDB) festejava sua fé, a quase 10 mil quilômetros de distância de Camaçari, onde deveria estar prestando serviço como assessor do prefeito.


Pecado 3 Caso do pastor e importante aliado político é apenas mais um exemplo. Com dificuldade para gerenciar os novos tempos da política sob os holofotes da internet, o governo Elinaldo segue numa velocidade assustadora, juntando pecados que não deveria cometer, e amplificando até pequenas heresias.


Pecado 4 Dividido por grupos hegemônicos encastelados nos seus nichos de poder e gestão, governo se movimenta disforme e geralmente de forma errada, independente do tamanho e da importância dessas fontes de pressão, seja na imprensa, na rua, ou nas redes sociais. O desencontro entre uma resposta para a missão do pastor Maurício e o funcionamento da máquina é apenas mais um deslize abençoado por um governo que completa 100 dias prometendo mudanças e um novo modelo de governança em Camaçari. 


Confira todas as Colunas acessando o link    http://www.camacariagora.com.br/camacari.php


João Leite – Editor 


12/4/2017

Mais Notícias

Vila de Abrantes comemora domingo emancipação de Camaçari
Bahia gera em agosto 2.400 postos de trabalho com carteira
Supremo manda para a Câmara denúncia contra Temer
Mortes por suicídio no Brasil aumentam 12% em 4 anos
Fundo partidário já distribuiu R$ 408 milhões este ano
Banco Central prevê inflação de 3,2% em 2017
Inspeção mostra que maioria das lanchas apresenta problemas
Justiça bloqueia bens da empresa dona da Cavalo Marinho
Camaçarico 21 de setembro2017
Justiça manda suspender cobrança de taxa na Feira de Camaçari


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2017 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL